Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

O que fazer quando você estiver se sentindo para baixo

Imagem
Não tem jeito, por mais que as coisas estejam correndo bem, uma vez ou outra, nós acabamos nos sentindo meio para baixo. Dá até para sentir aquela energia negativa começando a tomar conta, o corpo vai ficando pesado e nós acabamos nos entregando, e nossos olhos já perdem um pouquinho do brilho. Mas, será que dá para reverter esta situação? Bom, dá para dar uma melhorada, disso eu tenho certeza, por isso vou compartilhar com você algumas das coisas que eu faço quando eu estou me sentindo para baixo.
Ouça uma música Escute uma música que dê vontade de cantar junto, que ao escutar você comece a se sentir melhor. De preferência, músicas dançantes e mais agitadas, elas funcionam melhor. Fuja das músicas de dor de cotovelo e com histórias trágicas pelo amor de Deus, senão o efeito será contrário. Músicas que funcionam para mim são: “I got you (I feel good)” e “Get up” – James Brown, “Beat it” – Michael Jackson, “Twist and shout” – Beatles, entre outras. Faça uma playlist com as suas músicas …

O que eu aprendi com o dente-de-leão

Imagem
Eu sempre gostei da flor dente-de-leão, quando eu era pequena adorava assoprar a florzinha e ver seus pedacinhos voando com o vento. Eu não sei o que aconteceu, mas é tão difícil ver essas flores hoje em dia, talvez seja o excesso de concreto das cidades que exterminou as flores que nasciam nas calçadas e quintais que ainda tinham terra.
Eu gosto tanto dessa flor que resolvi conhecer um pouco sobre ela. Li em um site que são atribuídas ao dente-de-leão características como liberdade, otimismo, esperança e luz espiritual devido à leveza das flores ao serem sopradas. Sempre que me deparo com uma florzinha de dente-de-leão, eu me pergunto de onde será que ela veio? Por quantos lugares passou? Quantos rostos acariciou? Quantos olhos a viram?

Vejo no dente-de-leão uma coragem que às vezes eu não tenho. A coragem de se deixar levar. A não resistência. As flores se soltam e só Deus sabe onde elas irão parar. Não há medo, não há peso e elas flutuam pelo ar. Aprendi com o dente-de-leão que às v…

Encontre a leveza

Imagem
Esses dias, eu estava no trabalho digitando uma lista de verificação de auditoria e ouvindo uma música, pois eu trabalho sozinha na sala, dá para ouvir sem incomodar ninguém. Mas, a minha visão já estava ficando embaçada de olhar para o computador sem piscar. Eu resolvi fechar os olhos um pouquinho e ouvir a música, dar um tempinho. Neste momento, comecei a imaginar uma pena caindo devagar, levemente sendo guiada pelo vento, e toda a sua leveza diante desta circunstância. Então pensei:
“Onde está a leveza? Esse jeito calmo e tranquilo de olhar pra vida? De movimentos mais vagarosos, de acreditar que assim como a pena, a ventania também pode estar nos guiando para um lugar seguro. Não dá para saber onde exatamente se vai parar. Somente confiar e se deixar levar.”
Por que será que na maioria das vezes somos tão pesados? Tão sobrecarregados? Queremos guerrear contra as pessoas, contra o fluxo da vida. Pesamos toneladas, guardamos quilos de mágoas, rancor, medo, insegurança. A vida começa a …

10 coisas para fazer sozinho

Imagem
Você já deixou de fazer alguma coisa porque não tinha ninguém para te acompanhar? Eu já, e me arrependo muito. É muito bom ter com quem compartilhar os momentos da vida, mas isso, infelizmente é impossível acontecer o tempo todo. Existem fases na vida em que estamos meio “forever alone”, os amigos têm as suas responsabilidades, então,  nem sempre dá para ter companhia em tudo e ficar o tempo todo reclamando não ajuda. É preciso sair e respirar, mesmo que você não tenha companhia. Eu selecionei para você uma dica de 10 coisas que você pode perfeitamente fazer sozinho. É só deixar a vergonha de lado, parar com o autojulgamento e ser feliz. Vamos conhecê-las?
Ir ao cinema Eu prefiro ir ao cinema acompanhada, mas se ninguém pode ir, dá sim para gente aproveitar uma sessão indo sozinho. Neste caso, pode ser até bem mais legal, você assiste o filme que quiser, na hora que você quiser. É só não ficar olhando muito para os lados e imaginando um monte de caraminholas, ninguém está prestando aten…

Você sabe perdoar?

Imagem
No feriado de Corpus Christi, eu ainda estava muito mal da sinusite, e resolvi além de tomar a medicação prescrita pelo médico ir também fazer uma sessão de auriculoterapia (acupuntura na orelha) para ajudar o tratamento médico.
A minha terapeuta (terapeuta naturóloga), que foi minha professora de yoga, iria trabalhar durante o feriado e nós marcamos a minha sessão. Depois de conversarmos um pouco, chegamos à conclusão que eu não estava sabendo perdoar quem me feriu, na verdade, quem ainda me fere. E tudo isso, já estava refletindo na minha saúde. Se você leu o post onde eu escrevi sobre a causa emocional da sinusite, você já deve saber mais ou menos do que eu estou falando. Então, ela me sugeriu que eu relesse o livro “Você pode curar sua vida” da Louise Hay, repetisse as afirmações de melhoria, e fizesse uma oração de perdão direcionada à pessoa e de gratidão, mesmo que a princípio isso parecesse mecânico. Então, eu decidi fazer a seguinte oração:
“Jesus (para mim, é Jesus, que para …

O que o outro pensa sobre você muda quem você é?

Imagem
Eu estava refletindo hoje sobre esse tema, depois de ter ficado um pouco decepcionada com o resultado de uma atitude que eu tive. Eu comecei a me sentir envergonhada, e então comecei a questionar sobre o que a pessoa pensaria a meu respeito. Eu pedi uma sugestão por e-mail para uma profissional e ela foi educada respondendo em um post público em uma rede social que tem muito trabalho, e que não dá para atender todo mundo que quer uma sugestão de graça, e que ela precisa se dedicar a quem paga pelo seu trabalho. Está corretíssima, não achei errado não. Nem sei se teve a ver com o meu e-mail (provavelmente não), por que eu prezo pela individualidade das pessoas e respeito muito o trabalho alheio, e se não dá para pessoa responder, porque ela não quer, não se sente bem, está sem tempo, está tudo bem, não tem problema. Às vezes, nós achamos que só porque a pessoa expõe o trabalho dela, talvez ela poderia nos ajudar, e esquecemos que tudo tem um custo, que a pessoa precisa valorizar o trab…

As doenças e nosso emocional - Sinusite

Imagem
Eu já falei aqui no blog algumas vezes sobre como as nossas emoções podem afetar a nossa saúde. Eu tenho em casa o livro “Você pode curar sua vida” da Louise Hay que resolvi comprar em um momento que eu não aguentava mais sofrer com as intermináveis dores na face. É claro que durante uma crise de sinusite você deve ir ao médico e tomar as medicações necessárias, mas nós temos que analisar também quais as emoções que podem estar contribuindo para que algumas doenças aconteçam repetidamente em nossa vida.
Hoje, eu estou escrevendo para você, adivinha só? No meio de uma crise de sinusite que me pegou de jeito. Eu estou tomando medicação, mas ainda estou sentindo mal estar e um pouco de dor na face. E então, como você também pode sofrer desse mal, eu resolvi compartilhar o que eu pesquisei sobre esse assunto. Assim, nós podemos analisar um pouquinho as nossas emoções. No livro da Louise, ela diz que a sinusite está muito relacionada com uma irritação com pessoas próximas,  se eu for contar…

A insegurança em ser você mesmo(a)

Imagem
Quantas e quantas vezes você se pegou fazendo alguma coisa pensando no outro? Tentando adivinhar o que o outro iria pensar? Tentando adivinhar como o outro receberia a sua ideia ou a sua opinião?
Então, de repente você se deu conta, que você não estava mais fazendo coisas que gosta, ou que você estava omitindo sua opinião porque estava muito preocupado (a) com que o outro iria pensar de você. Eu vou te contar uma história sobre mim que aconteceu há alguns anos, mas ilustra bem o que eu estou querendo te fazer enxergar.
Eu tinha um namorado e nós fomos ao cinema e depois do filme resolvemos dar uma volta no shopping e ir em uma livraria. Ao chegar na livraria demos de cara com o livro “O segredo”, bom, nessa época eu já tinha lido alguma coisa sobre o livro em blogs e concordava com o que a autora dizia, mas ainda não tinha lido o livro, porém era um assunto que chamava a minha atenção. Ao chegarmos perto do livro, o ex-namorado disse a seguinte frase:
“Eu acho as ideias desse livro tão t…

Pare agora, seu juiz...

Imagem
Eu estava pensando em um título para este post e lembrei dessa música, mas brincadeiras à parte, eu gostaria de te convidar para parar um pouco. Pode ser agora, se for possível para você, mas pode ser depois, quando você estiver mais tranquilo(a). Uma das coisas que tenho praticado diariamente é fazer pequenas pausas durante o dia. No trabalho quando começo a sentir os olhos cansados, os ombros pesados, eu levanto da minha cadeira e vou olhar um pouquinho para fora. Eu tenho que agradecer porque a região onde eu trabalho é rica em fauna e flora e durante as pausas que faço, algumas vezes sou agraciada vendo um sagui, esquilos e até tucanos. Mas, mesmo que você não tenha essa possibilidade de contemplar a natureza muito de perto, pare para olhar o céu pela janela, as nuvens ou a chuva que cai.
Pausas são importantes para que possamos equilibrar novamente as nossas energias. Elas funcionam como um revigoramento para que nós possamos continuar. Você só precisará de alguns minutos. Lembre-…

A paz começa comigo - Livro "Milagres Já"

Imagem
Eu já falei aqui no blog que eu estou relendo o livro “Milagres Já” da Gabby Bernstein. Esse livro é muito bom e realmente deve ser lido de tempos em tempos para nós lembrarmos das lições que são propostas. Eu decidi que ao invés de fazer uma resenha sobre o livro, eu vou fazer posts sobre as lições que tiverem um maior significado para mim durante essa releitura. A lição ou ferramenta #6  que se chama “A paz começa com você” dá uma dica espetacular sobre como se acalmar quando alguém tira você do sério.
Vamos combinar que não dá para viver nesse mundo sem uma vez ou outra nos sentimos irritados com alguém, como eu já escrevi em alguns posts aqui no blog é normal ficarmos irritados, com raiva, o problema é quando ficamos muito conectados a esse sentimento ao ponto de sentir a boca amarga de tanta raiva. Nós precisamos sentir a raiva sim, mas necessitamos muito mais transmutá-la em algo melhor, sentir, aprender e deixar ir. Como eu disse outras vezes, em alguns casos quando sentimos mui…

Um curso em milagres – Uma frase

Imagem
Como vocês sabem, eu gosto sempre de ter um livro de cabeceira que antes de dormir ou no tempo livre durante o dia eu dou uma lida. Eu terminei o livro “Nutrindo seus sentidos” da Laura Pires semana passada (clique aqui para ler a resenha) e acabei não tendo nada novo para ler, e como não posso comprar agora, resolvi reler um livro que comprei faz mais de um ano. O livro chama-se “Milagres já” da Gabrielle Bernstein. Assim que eu reler, e fizer umas considerações importantes, eu falarei dele aqui no blog, mas já adianto que é um livro ótimo.
O livro “Milagres Já” cita algumas frases de um outro livro chamado “Um curso em milagres”. Eu fiz download do livro digital há cerca de um ano atrás, e acabei não me interessando muito por este livro, ele é bem complexo, tem quase 1000 páginas, parece uma bíblia de tão extenso. Eu comecei a ler e parei, mas ontem relendo o livro “Milagres Já” acabei tendo vontade de voltar a ler “Um curso em milagres”.
O livro “Um curso em milagres” é um livro de …

Resenha do livro “Nutrindo seus sentidos”

Imagem
Eu comprei há cerca de 1 semana atrás, o livro “Nutrindo seus sentidos“ da Laura Pires, e resolvi compartilhar com vocês a minha impressão sobre o mesmo. Para começar se você não conhece a Laura Pires esta é uma oportunidade para você se inteirar do trabalho dela. A Laura foi diagnosticada com esclerose múltipla, e como você deve saber esta doença é progressiva e não tem cura, o que a medicina alopática consegue fazer atualmente é um controle de alguns dos sintomas, mas perde-se muita qualidade de vida. Depois de tentar alguns tratamentos convencionais no Brasil, a Laura e seu marido na época resolveram tentar um tratamento na Índia. Esse tratamento foi todo realizado seguindo os protocolos da Medicina Ayurveda (hoje utilizada para tratamento no SUS). Bom, a Laura melhorou, ela não está curada da esclerose múltipla, mas os sintomas estão todos controlados e hoje ela tem uma vida normal. Mas, ela segue religiosamente todos os princípios da ayurveda no seu dia a dia. Se você quiser conhe…