COMO LIDAR COM PESSOAS QUE RESSURGEM DAS CINZAS



Por Angélica Diniz

Tem gente que desaparece da vida da gente por inúmeros motivos. Alguns desses motivos são deixados claros e os entendemos e outros ficam na nossa imaginação, afinal, o motivo nunca foi esclarecido, a pessoa simplesmente se foi.

Esses desaparecimentos são muito comuns no início de relacionamentos amorosos, mas também podem acontecer com amizades. Existem os desaparecidos que desaparecidos ficarão, mas algumas dessas pessoas, algumas vezes resolvem dar o ar da graça e ressurgir das cinzas na vida da gente.

Minha experiência anterior com pessoas que ressurgem das cinzas já foi positiva, como também já foi bem negativa. Então, depois de quebrar a cabeça, atualmente eu aprendi a avaliar a questão com mais clareza, e é isso que vou compartilhar com você no texto de hoje. Como podemos lidar com pessoas que ressurgem das cinzas?

Bom, tudo vai depender de você. Deixa eu explicar melhor.



O primeiro passo para lidar com pessoas que se comportam dessa maneira é você SE CONHECER BEM. Sim, você precisa saber exatamente quem é você, quais são os seus valores e o que você aceita e não aceita de alguém, ou seja, os seus limites. Tendo conhecimento disso, será mais fácil agir com uma pessoa que por algum motivo quer fazer parte da sua vida novamente. Conhecendo-se bem você será capaz de avaliar se o que está pessoa tem para te oferecer, e o que você tem para oferecer para essa pessoa está de acordo com quem você é agora. Isso nos dá clareza, e faz com que possamos agir de uma forma holística, ou seja, vendo o todo. 

O segundo passo é AVALIAR COMO VOCÊ SE SENTE em relação à essa pessoa. Avalie quais sentimentos ela desperta em você. Quando você pensa em retomar esse relacionamento, independente da natureza desse relacionamento, como seu corpo reage? Observe o coração, dispara ou sente um vazio, angústia? Sua frio? Ou há uma alegria? Sensação de plenitude? É preciso avaliar como você reage para saber se a volta dessa pessoa, inicialmente, pode ser positiva ou negativa.

O terceiro passo, resolveu dar uma SEGUNDA CHANCE? Então é hora de observar. Avalie o comportamento do outro (tanto passado, quanto presente). Lembre-se de quem ela foi, não para julgar, mas para observar o comportamento atual e avaliar. Avalie como essa pessoa age. Observe se ela honra os compromissos e se está agindo com integridade. Nesta etapa, seja sincera(o) consigo, e observe se vale a pena manter essa pessoa ou não.


Como citado anteriormente, lidar com esse tipo de situação, depende muito mais do nosso autoconhecimento do que do outro. Portanto, invista sempre em se conhecer, isso facilitará muitas coisas em sua vida.

E lembre-se: "Você pode pesquisar no Universo inteiro por alguém que seja mais merecedor de seu amor e carinho do que você mesmo, e essa pessoa não será encontrada em lugar algum. Você, você mesmo, tanto quanto qualquer um no Universo inteiro, merece o seu amor e carinho." Buda

Para saber mais sobre o meu trabalho como terapeuta, clique aqui.

Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Imagens de tema por merrymoonmary. Tecnologia do Blogger.