terça-feira, 17 de outubro de 2017

Mania de comparação

Como nós temos a mania de ficar nos comparando com os outros, não é? Principalmente hoje em dia, com as redes sociais. Comparamos nossos corpos, nossa vida financeira e profissional, nossa vida amorosa, nossa vida em família. E essa comparação tem um lado positivo e um lado negativo.

Existe nesta mania de comparação, somente um aspecto positivo, e ele ocorre quando a comparação te impulsiona a buscar o seu melhor. Portanto, se formos analisar com calma, a comparação pode ser negativa, mas também pode trazer algo positivo, depende muito da forma como você encara. Vou simplificar esta visão positiva da comparação utilizando um exemplo da minha vida. No começo do ano passado, eu estava com a minha vida profissional muito parada, eu terminei os estudos em 2013, e estava seguindo uma rotina, todos os dias, sem muitas mudanças. Então, teve um dia, que eu estava vendo alguns perfis no Linkedin de pessoas que estavam atuando na mesma área profissional que eu, e essas pessoas tinham cursado ou estavam cursando pós-graduação.

Em um primeiro momento, eu me comparei negativamente com essas pessoas, pensei que eu estava muito atrasada e preguiçosa, já fazia 3 anos que eu tinha terminado a graduação, parei de estudar inglês e nem iniciei a pós-graduação, passados os 5 minutos de autodepreciação, eu pensei: “Poxa, que tal dar uma pesquisada em uns cursos, dar uma olhada nos valores, grade curricular.” E foi isso que eu fiz, pesquisei e me matriculei em um curso de pós-graduação EAD no SENAC e adorei. Neste caso, a comparação me impulsionou. Portanto, posso afirmar que foi positiva.


Mas, o bicho pega, quando a comparação faz com que nos sintamos muito inferiores ou muito superiores aos outros. Vamos aos exemplos. Você pode se comparar a alguém e diante dessa comparação se sentir superior e se tornar uma pessoa arrogante. Por exemplo, você cuida da sua alimentação, faz exercícios físicos regularmente e ao ver alguém comendo aquele hamburgão com fritas, você começa a criticar a pessoa, exaltando o seu estilo de vida em detrimento da escolha do outro, você se sente superior por cuidar da sua saúde. Entendeu? Se comparar e se sentir superior também pode ser uma armadilha, pois temos a tendência de nos tornarmos arrogantes e começarmos a nos isolar. Por isso, é sempre bom avaliarmos nossas atitudes e comportamento, pois muitas vezes, nem percebemos que estamos agindo de uma maneira arrogante.

Mas, o que acontece com mais frequência é a comparação que nos deixa pra baixo. Sabe aquela comparação que faz você se sentir inferior? Essa é a mais perigosa de todas. Acho que todos nós temos a tendência de nos compararmos sempre buscando o que no outro nos parece melhor e mais interessante. Esse tipo de comparação leva a autodepreciação, pois você sempre vai achar que o que acontece na vida dos outros é sempre mais interessante do que o que acontece em sua vida. Você começa a comparar sua vida financeira, sua vida amorosa, a falta de filhos ou excesso de filhos, compara escolhas profissionais, cor de cabelo, corte de cabelo. Compara sorrisos e ausência de sorrisos, compara roupas, compara carros, compara férias, passeios, comidas e estilo de vida. Meu Deus, aja saúde mental para lidar com as nossas paranoias. Tem uma hora que vamos nos sentir tão mal e tão para baixo, que nos sentirmos deprimidos será uma questão de tempo.


Então, sempre que você sentir tristeza ao se comparar com alguém, principalmente pelas redes sociais, pense o seguinte:

- Por que estou me comparando desse jeito? Posso escolher mudar essa vibração agora?

- Eu realmente quero essa vida, essas coisas, esse tipo de família? Ou isso são padrões arraigados em meu ser?

- Peraí, eu estou comparando a minha vida inteira com uma foto, com um check-in, com um status? Isso é só uma foto, é só um check-in, é só um status. Isso não define a vida inteira de uma pessoa, é só um momento. Que grande mer... eu estou fazendo, comparando a minha vida com uma foto, com um momento.

E largue essa mania boba de comparação. Lembre-se que você é especial e único do seu jeitinho. Só que você tem que enxergar isso em você. Se você não conseguir ver todo o valor que você tem guardado nesse imenso coração, ninguém mais vai conseguir enxergar por você. E só se compare se você tiver certeza que isso vai te impulsionar e trazer COISAS BOAS, caso contrário, esqueça e vá viver a sua vida, ela é o bem mais precioso para a evolução da sua alma.


Um beijo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário