quarta-feira, 24 de maio de 2017

Música e reconexão

Eu já escrevi aqui no blog sobre o poder na música no auxílio do tratamento da ansiedade (clique aqui para ler o post). Peço desculpas a você leitor, porque este post sobre música e ansiedade desconfigurou um pouco e eu perdi algumas imagens, mas o texto continua intacto na íntegra.

Você já sentiu como a música tem o poder de mudar nosso estado vibracional. Eu seleciono algumas músicas para ouvir durante o dia de acordo com o que eu estou sentindo. Algumas vezes, prefiro ouvir piano e violino, outras Beyoncé e Lady Gaga, rsrs. Mas na grande maioria das vezes, utilizo músicas para relaxamento, sons da natureza, e algumas vezes me lembro de uma querida amiga que dizia que não aguentava mais o marido dela ouvindo pingo de chuva, rsrs, ela é muito agitada e ele mais calmo, eu achava graça, porque adoro ouvir barulho de chuva, seja natural ou gravado. 

Como eu gosto de compartilhar com você leitor, coisas novas que aprendo, esses dias eu aprendi a silenciar para ouvir uma música, e sentir como os sons poderiam ajudar na minha reconexão.



Mas, o que seria se reconectar?

Sabe aqueles dias que você fica nervoso, sem ânimo, triste, entediado? Nestes dias você se desconectou de você mesmo, se perdeu no meio da bagunça do mundo, a sua visão se embaçou pela dúvida, pelo medo, pela fúria ou pela incerteza de um dia ruim. Nessas horas, ao invés de maldizer Deus e o mundo que tal entrar em sintonia novamente com a sua essência perfeita, a música pode ter um papel fundamental neste aspecto. Foi indicada para mim uma coletânea de músicas do compositor canadense Dan Gibson. É muito difícil achar CD do Dan Gibson no Brasil, mas você consegue acessar pelo youtube ou até baixar algumas músicas gratuitamente.

Como você irá fazer:

Conecte o seu computador ou celular ao vídeo que estará no final do post. Feche os olhos. Ouça a música, e vá silenciando o seu coração. Toda a mágoa, todo o medo, toda a dúvida, vá dissipando todos esses sentimentos de acordo com os sons que você ouve. Abra o seu coração, e se reconecte, você consegue. E se der vontade de chorar, não tem problema não, chore. Deixe as lágrimas limparem toda a confusão que se encontra dentro de você.



Além, desse vídeo do Dan Gibson, eu vou deixar para você, mais duas músicas de um cantor norte-americano que gosto muito, eu até já coloquei algumas músicas dele aqui no blog. Ouça as canções, eu sempre ouço Warren Barfield quando estou preocupada, e por algum motivo, fico mais calma ao escutar. Depois se você se sentir bem, me escreva se quiser, para eu saber se esse exercício de reconexão está te ajudando também. Esse exercício tem me ajudado muito, por isso, resolvi compartilhar com você.


Um abraço!


Dan Gibson - para o exercício que sugeri


Warren Barfield - Whisper to me 
para você se acalmar (para mim funciona)


Warren Barfield - Somewhere tonight


terça-feira, 23 de maio de 2017

Quando o outro é meu espelho

Você já se sentiu muito incomodado com o comportamento de alguém?
Você já sentiu desconforto perto de alguém?
Alguém de alguma forma te irrita profundamente?

Provavelmente, você deve ter respondido sim para pelo menos uma das três perguntas. Uma coisa que eu tenho observado desde que comecei a meditar e silenciar a mente é que muitas das coisas que me incomodam nas outras pessoas, também fazem parte do meu comportamento, de uma forma menor ou maior, a grande sacada de tudo isso, é que antes eu não percebia que muitas vezes, eu tinha a mesma atitude.

Neste momento, eu te convido a refletir sobre a seguinte frase:

“Tudo o que nos irrita nos outros pode levar a uma melhor compreensão de nós mesmos.” Carl Jung



Então, pare agora, e silencie o ego. Pense o que tem te irritado, incomodado, te deixado desconfortável. E então, pense, será que de certa forma, você também não tem a tendência de ter um comportamento semelhante àquele que te incomoda? Muitas vezes, o outro nos incomoda porque ele funciona como se fosse um espelho refletindo na sua cara todos os defeitos que você não admite que tem, e faz questão de esconder.

A vida é extremamente sábia, cedo ou tarde, ela colocará em seu caminho pessoas que farão com que você olhe para esses defeitos, mas é preciso que você não esteja identificado com o seu ego para poder perceber que a vida está te dando uma oportunidade de melhorar, ao invés de repetir como um papagaio, que o outro é culpado, o outro, o outro, mas e você, quando vai assumir o seu papel nessa história.

Vou te contar algo muito particular que aconteceu comigo esses dias. Eu já estava tendo a percepção de algumas coisas semelhantes no meu comportamento e que eu odeio nas pessoas. Então, não sei por qual motivo, a minha mãe começou a me tratar um pouco mal, ela usou comigo algumas palavras em tom mais ríspido e disse que naquele dia, eu estava falando demais, e continuou sendo ríspida. Eu fiquei muito chateada, pensando, porque será que ela está me tratando assim? Ela estava chateada, preocupada, e eu sabia que não era comigo. Pois bem, sentei na minha cama, e fiquei repetindo para mim mesma:

“Nossa, porque me tratar assim, com essa rispidez, logo eu a filha perfeita (olha o ego fazendo o desserviço, rsrs). Dizendo que eu estou falando muito. Respondendo em tom de cansaço, sem vontade, nervosa.”



Imediatamente, o seguinte pensamento veio à minha mente:

“Você faz a mesma coisa com o seu pai. Tudo bem, ele tem problemas com álcool e cigarro, mas isso não te dá o direito de ser ríspida com ele o tempo todo.”

Neste momento, senti o frio do balde de água fria caindo na minha cabeça, o coração até acelerou. Minha mãe refletia para mim um comportamento que eu tenho com meu pai. Às vezes, mesmo quando ele não bebe, e me pergunta algo, eu sou muito ríspida, ou digo, que ele fala demais, que eu não aguento mais tanta falação e por ai vai.

Então, percebi que minha mãe refletiu aquilo que eu sou com meu pai. Agora, você imagina o quanto eu tenho me policiado para não ser tão ríspida com ele sem necessidade. Quando ele me pergunta algo, eu tento responder tranquilamente, sem ficar fazendo careta, rsrs. É um exercício diário, e bem difícil. Mas, faz parte do meu crescimento como pessoa, e eu gosto de perceber o quanto eu estou amadurecendo e mudando, mesmo tendo que encarar o meu reflexo no outro.

Eu espero que você tenha entendido o que eu quis dizer. Quando nós enfrentamos uma situação é bem mais fácil culpar o outro, pode até ser que o outro também tenha uma parcela de culpa, mas nunca essa parcela será de 100%, pode avaliar com carinho que você terá uma parte nessa porcentagem também. Mas, é o que eu falei anteriormente, se você estiver muito identificado com o ego, essa percepção é extremamente difícil, ela vai se tornando mais fácil conforme você vai tendo consciência de si mesmo, então, as respostas vão chegando devagar, te dão algumas bofetadas, dá uma vontade de tapar os ouvidos e fechar os olhos, mas eu te pergunto, você não quer melhorar como ser humano? Se você está lendo este texto até o final, provavelmente sim, você quer se entender, você quer ser melhor. Então, comece agora. Não perca tempo, invista em você, no seu crescimento. É tão bom se encontrar com você mesmo. Comece silenciando a mente por 5 minutos, todos dias, feche os olhos, pode ser antes de dormir. Antes de orar. Uma das coisas que tenho percebido também, é que me aproximei mais de Deus quando passei a fazer isso, antes de iniciar uma oração, eu fico respirando em silêncio de olhos fechados de 2 a 5 minutos, e parece que tudo muda, a percepção é outra.

Se você ficou com alguma dúvida, pode me escrever, é só clicar no link contato no menu, e me enviar um e-mail, se eu puder responderei a sua dúvida. E se quiser fazer terapia floral online, é só me enviar um e-mail também, que eu te explico como funciona.


Um grande abraço!

terça-feira, 16 de maio de 2017

Você tem se posicionado em sua vida?

Quando nós falamos em posicionar-se, algumas vezes, imaginamos situações onde devemos defender a nossa opinião com unhas e dentes, e não devemos de maneira alguma rever alguns pontos neste posicionamento.

Porém, posicionar-se, é na verdade, observar uma situação, e então emitir sobre ela o seu parecer, que pode ser adequado ou não, mutável ou não, de acordo com o seu momento de vida e de autoconhecimento. O grande problema em se posicionar vem justamente do nosso medo em relação ao o que os outros irão pensar de nós caso tenhamos assumido a nossa opinião sobre determinado assunto. O medo de se posicionar gera um sentimento de rejeição, ou seja, caso o seu posicionamento seja diferente dos demais, isso pode gerar um sentimento de exclusão, de achar que a sua opinião ou a sua posição é errada.



Neste aspecto, é muito importante avaliar o assunto sobre o qual você irá se posicionar. Mas, lembre-se, livre-se do medo, pois ele consegue paralisar até pessoas dotadas de extremo conhecimento e inteligência, que muitas vezes, acabam sendo arrastadas pelas situações que não suportam porque não tiveram a coragem de se posicionar diante de uma situação que exigia uma posição concreta.

Se você vem vivenciando algo semelhante em sua vida, aturando uma situação que já não suporta por medo de se posicionar, por medo de que as pessoas não entendam, por medo de ser excluído, pense um pouco mais no que você vem negligenciando em sua vida agindo dessa forma. Quando você sente medo das outras pessoas, você diminui o seu verdadeiro valor, você diminui o seu potencial, você diminui a sua autoestima, e, portanto, negligencia relacionamentos mais saudáveis, negligencia a sua qualidade de vida e negligencia a sua saúde.

Lembre-se, que para se posicionar sobre determinado assunto, você não precisa ser agressivo, na verdade, você só precisa explicar os seus motivos. Preste atenção em como você está se sentindo por não se posicionar adequadamente em seu relacionamento com amigos, cônjuge, colegas de trabalho. Que sentimentos esta falta de posicionamento têm causado em  você? É importante avaliar como você está se sentindo, para saber, que você é alguém muito importante e não precisa se diminuir ou temer os outros o tempo todo. Você precisa somente se posicionar com respeito a si mesmo e ao próximo, e as coisas irão se encaminhar da melhor maneira.



Comece agora a se posicionar, diga o que você pensa, como você se sente. Podem entender e podem não entender, é um risco que corremos ao assumirmos a nossa postura. Talvez, você ainda sinta um desconforto em relação aos olhares alheios, mas não se olhe com o olhar do outro, se veja com os seus próprios olhos, sinta o que você vibra no coração neste momento. Dê a você o presente de estar presente na própria vida, hoje e sempre. Então, se posicione, com carinho e respeito sempre!!!


Se você tem interesse em realizar terapia floral online, eu atendo via e-mail, é só clicar aqui para saber como funciona. Um grande abraço e uma ótima semana!

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Eu me sinto perdido e não consigo me encontrar profissionalmente

Se você leu o título desse post e se identificou com ele, bem vindo ao clube, meu amigo.
Vou te contar algo que aconteceu comigo, e acho que a minha experiência pode te auxiliar. Semana retrasada, um pouco antes do feriado de 1º de maio, eu passei muito mal. Pelos sintomas que tive acho que sofri de uma toxinfecção alimentar daquelas bravas. Acabei ficando em casa, porque não dava para trabalhar, o negócio foi punk.

Durante os dias que eu estava em casa, eu comecei a me sentir um pouco deprimida, e para piorar cismei com uma foto minha do dia da minha formatura do curso Técnico em Alimentos que fiz há 12 anos atrás. A minha mãe pegou a foto que estava em um álbum e colocou no porta-retrato em meu quarto. Nesta foto, eu estou muito feliz e sorridente, eu estava muito feliz mesmo na época. Com vários sonhos, feliz porque tinha terminado um curso que achava muito legal, a foto é realmente muito bonita, mas, ao ficar olhando para aquela foto de anos atrás, eu acabei sentindo tristeza, tristeza em relação às escolhas que fiz, tristeza por não estar onde sonhei que estaria naquela época, e caí no choro. Acho que estar debilitada fisicamente também ajudou.



Então, eu comecei a me sentir perdida, nada mais parecia fazer sentindo. As escolhas passadas, as escolhas de agora estavam todas embaralhadas na minha cabeça. É como se eu não tivesse mais certeza de absolutamente nada. Uma confusão sem tamanho. A minha sorte é que eu tenho pessoas como minha mãe, minha irmã, minha psicóloga e florais de Bach para me ajudar. Comecei a tomar o floral Rescue Remedy.

Comecei a considerar fazer mudanças radicais na minha vida, eu pensei em abandonar um curso de terapia holística que faço, e abandonar o trabalho com florais de Bach, que é algo que eu gosto. Pensei em abandonar minha profissão de agora, que é o trabalho com alimentos, só iria terminar a pós graduação, porque agora só falta uma prova e o TCC. Sentiu o drama?. Eu queria começar novamente, fazer outra faculdade, agora em pedagogia, chutar e balde e tentar me encontrar. Mas, eu não conseguia me visualizar como professora de crianças, várias dúvidas iam surgindo, então fui conversar com a minha psicóloga.

As orientações delas foram muito válidas, e vou compartilhar com você agora.

Você pode sim mudar o rumo, mas avalie bem
Na pressa de sair de uma situação que nos oprime, acabamos dando um passo maior que a perna, achando que o sofrimento irá passar no exato momento que jogarmos tudo para o alto. Não é que seja errado mudar, mas é que às vezes, nós estamos nos sentindo tão confusos que parece que qualquer coisa irá colocar fim no sofrimento. O melhor nessas horas, é avaliar bem cada alternativa, se depois de se colocar na nova situação, você sentir que é isso mesmo, vá em frente, se houver alguma dúvida, espere mais um pouco.



O que você realmente gosta
Eu estava tão confusa, que estava pensando em largar um curso maravilhoso que estou fazendo na área de terapias holísticas e acupuntura. Quando fui questionada se eu realmente gostava disso, a minha primeira resposta foi sim. Então, lá no fundo, a gente sempre sabe o que nos deixa mais felizes, só que as dúvidas sobre o rumo das coisas acabam gerando ansiedade e desconfiança. A pressa em acelerar os processos acaba nos deixando ansiosos, e como o resultado não é imediato, a vontade de desistir de tudo aparece. Então, considere o que você realmente gosta de fazer e tenha paciência.

O que te falta é motivação
Sim, muitas vezes, a vida ando meio paradona, e isso me deixa completamente desmotivada, principalmente com o trabalho. Quando você não enxerga muita mudança, e se sente paralisado é comum que dúvidas surjam em seu caminho, então dúvidas como “Será que fiz a escolha certa?” podem te balançar e te deixar confuso. Nessas horas, talvez seja necessário começar a investir na mudança, que pode ser radical ou mais branda. Procure os motivos pelos quais você anda desmotivado, converse com pessoas que podem te ajudar a entender esse processo. Antes de sair gritando pelado por ai, rsrs, analise o que realmente está acontecendo, e tente ir atrás de desafios novos.

Esses foram alguns tópicos da nossa conversa, mas foi muito bom, porque me auxiliaram a estabelecer novas metas, a ir em busca do que eu realmente acredito, e não deixar que a baixa autoestima tome conta, senão, tudo vira um furdunço sem fim. Se você não conseguir se achar sozinho, procure ajuda, existe muita gente capacitada para te ajudar, pode ser através de um texto na internet, em um vídeo do youtube, um psicólogo ou terapeuta holístico. Vá atrás, saia da inércia, não tenha medo das respostas.


Durante este processo, eu tive auxílio de várias pessoas e também tomei o floral Rescue Remedy, e continuo no caminho. Se você está se sentindo desanimado com sua vida, com o rumo das coisas, esse floral dá um up, ele faz com que você perceba as coisas com mais calma, ajuda a desestressar, e assim, você cria coragem para ir em busca dos seus sonhos novamente, com serenidade e paciência.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Você precisa ressignificar as coisas

Este último final de semana, as coisas não aconteceram como estava previsto, eu não estava me sentindo bem nem fisicamente e nem emocionalmente, o que me obrigou a passar todo o feriado prolongado em casa.

Então, eu decidi fazer uma prática de meditação. No meio da meditação, eu comecei a me questionar internamente por que eu estava me sentindo tão mal, já que dias antes, eu estava tão bem, tanto fisicamente como emocionalmente. Depois de respirar um pouco, ainda meditando, a seguinte frase veio em minha mente:

“Você precisa ressignificar as coisas.”



Ao ouvir esta frase ressoando no meu coração, eu continuei a meditar, e logo no final da meditação depois de agradecer, parei para pensar um pouco sobre esta frase. Eu precisava ressignificar as coisas na minha vida. Então, parei por um instante e comecei a pensar no significado que eu estava dando para diversos acontecimentos que vem ocorrendo comigo. Ao observar alguns deles, eu pude perceber que o significado atribuído por mim foi quase sempre desastroso, medroso, negativo, culposo, entre outros.

Então, fui ler um pouco sobre a palavra “ressignificar”. Bom, ressignificar significa dar novo significado a um acontecimento. Segundo o Wikipédia, ressignificação é o método utilizado em neurolinguística para fazer com que as pessoas possam atribuir novo significado a acontecimentos através da mudança de sua visão de mundo.

Parei para pensar que talvez, eu realmente estivesse transformando uma garoa em tempestade, sem ao menos perceber que fazia isso, o que transformava a dor, o desconforto em algo muito maior e muito mais difícil de lidar. Pode parecer bobo, mas eu comecei a listar do lado das coisas negativas, alguns fatos positivos que poderiam se originar daquele problema, sim, eu comecei a ressignificar, e as coisas começaram a ter um peso menor.

Ressignificar uma situação não é fácil, pois é preciso se adaptar, mudar, olhar aquela situação e colocar sobre ela um olhar diferenciado, e avaliar o que é realmente importante, você precisa se deparar com seus medos, ansiedades, desconfortos, raiva, culpa, e podem ser fatos do passado ou do presente, não importa.


Assim, como eu fui convidada sei lá por quem, Deus, anjo da guarda, Universo, rsrs, para ressignificar as coisas na minha vida. Hoje, eu estendo este convite a você também. Leia um pouco mais sobre neurolinguistica e ressignificação, eu achei uns textos bem legais no google que me ajudaram a compreender melhor o significado desta palavra.

Pense nos acontecimentos da sua vida? É possível dar um novo significado para eles? Se precisar de ajuda procure um terapeuta, converse com alguém que possa te ajudar a entender. Ás vezes, nós conseguimos enxergar melhor uma situação quando nós nos propomos a sair do olho do furacão.

Eu achei este texto que li na página “Artesanato da mente” (clique aqui para ler o texto), muito bonito e profundo, acho que ele explica melhor do que eu, rs, o que significa “ressignificar”. O meu objetivo hoje com este post foi te apresentar a “Ressignificação”, foi tão interessante para mim entrar em contato com esta palavra e entender o seu significado, que eu achei muito importante compartilhar.


Um beijo grande pra você!

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Eu não sou o seu lixão

Achou estranho o título do post? Então segue a leitura que você vai entender.
O lixão é o lugar que geralmente nós jogamos os nossos detritos diários produzidos em nossas residências, em nosso trabalho. O certo mesmo seria que todas as cidades possuíssem um aterro sanitário, mas isso é conversa para outra hora e outro assunto.

Hoje, eu quero falar de pessoas que nos usam como lixão. Conhece alguém assim? Já conviveu com pessoas desse tipo? Eu conheço e convivo com algumas. E a relação com elas pode ser extremamente tóxica se você não souber se defender de todo esse lixo que é jogado sobre você diariamente.

As pessoas nos utilizam como lixão, quando resolvem despejar suas amarguras, sua ignorância, seu medo, sua agressividade em cima da gente, seja com gestos ou com palavras. Algumas pessoas nos ferem gratuitamente, geralmente, porque estão com uma ferida tão grande dentro delas que acham que ferir o outro também diminui a dor. Às vezes, é difícil identificar essas pessoas, muitas vezes, ela pode ser o seu pai, o seu namorado, a sua mãe, e como conviver com essas pessoas? Como nos livrar do lixo que elas depositam sobre nós diariamente?



A resposta é “manter uma distância saudável”, se proteger com pensamentos positivos e energicamente, ir fazer outra coisa se você morar na mesma residência, mas não fique por perto absorvendo o lixo alheio. ELE NÃO É SEU!!!

O meu pai tem problemas com bebida alcoólica, e quando bebe se torna muito chato, e lança ofensas gratuitas para mim e para minha mãe, não é fácil lidar com isso, ele já é idoso, ficou desempregado e doente, portanto não é uma pessoa jovem que você tem que pedir que se retire de casa e vá viver a sua vida em outro lugar. Então, eu tive que aprender a lidar com a situação. Quando percebo que ele não está legal, eu me afasto, vou para o meu quarto ler um livro, assistir vídeos legais, estudar, porque o lixo que ele está trazendo não me pertence. Eu falo para minha mãe fazer o mesmo, mas nem sempre ela faz isso, ela fica debatendo com ele, e absorvendo toda a energia negativa e as reclamações que ele traz. Talvez, ela ache que discutir ainda impõe respeito e coisas do tipo. Então, se você se comporta assim, avalie se não está entrando na vibe do lixão porque acha que se afastar não é justo, que você tem que brigar, e depois no outro dia, a pessoa se livrou do lixo dela, mas você está sentindo o peso e o mal cheiro da energia negativa dela derrubando você. Mas, uma vez eu te digo, ESSE LIXO NÃO É SEU! VOCÊ NÃO É O LIXÃO DE NINGUÉM!



Portanto, aqui vão algumas dicas para você se proteger:

- Repito, mantenha a distância.
Se não for possível manter distância total, por ser um parente ou alguém muito próximo, afaste-se quando você notar que a pessoa está te ferindo com gestos e palavras. Vá fazer outra coisa, mas você pode pensar, “mas não é justo eu parar de fazer minha atividade por causa do outro”, bom eu particularmente acho que não é justo você sofrer de uma gastrite, de dores de cabeça e outras coisas porque ficou somatizando no lixo alheio.

- Faça uma oração
É difícil pensar assim, mas muitas dessas pessoas têm problemas emocionais graves e não percebem, ou não querem se tratar. Então, ore por elas, mande energia positiva, peça proteção para o Divino. Tente se proteger energicamente.

-Não fique debatendo com gente assim
Quando a pessoa começar a falar um monte de abobrinhas para você, e você perceber que isso está te causando mal estar, imagine que da boca dessa pessoa está saindo um monte de lixo, e diga para você mesmo: “Esse lixo não é meu, eu não preciso dele.”
Eu já percebi que quanto mais a gente debate com gente assim, pior fica a situação, sobram gritos, gente chateada pra tudo que é lado. Enfim, mantenha a saúde física e mental. Coloque uma música no celular, ouça com fone, vá caminhar, desvie a sua energia desse foco. A sua saúde agradece.

Tudo isso, não é egoísmo, é amor próprio. Quando o outro tomar consciência do mal que está te fazendo e mudar de verdade, tudo bem, se você sentir que é o melhor restabeleça o contato, senão viva a sua vida. Eu lamento te dizer, mas tem muita gente que sabe que usa a gente como lixão e não quer mudar. É triste, mas é a realidade. Não desperdice a sua vida, os seus sonhos com os detritos alheios. No seu lixo faça uma reciclagem, com o lixo do outro deixe que ele próprio decida o que fazer.


Desejo a você um ótimo feriado de Tiradentes!!!

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Eu sou luz

Neste final de semana, eu estava assistindo alguns vídeos no youtube, e acabei encontrando uma música muito bonita da cantora India. Arie. A música faz uma reflexão muito bonita sobre a vida, sobre os pesos que carregamos, e as sombras que permitidos que ocultem a nossa luz.

Eu decidi colocar aqui no blog, a tradução e o vídeo para que você possa conhecer e sentir a letra. A letra em inglês, você pode acompanhar no vídeo. Eu espero que você goste e que essa música ajude você a refletir sobre a sua luz, porque ela está o tempo todo dentro de você. Pode ser que agora, ela seja só um pontinho luminoso, escondido pelo ego, pela dor, pelo medo. Só você pode expandir essa luz. Ás vezes, é difícil buscar esta luz interna sozinhos, mas lembre-se que sempre há meios que podem te ajudar a encontrar o seu brilho interior.

Eu sou luz - India.Arie

Eu sou luz, eu sou luz 
Eu não sou as coisas que minha família fez
Eu não sou as vozes na minha cabeça
Eu não sou os pedaços quebrados em meu interior

Eu sou luz, eu sou luz 

Eu não sou os erros que eu cometi
Ou qualquer uma das coisas que me causaram dor
Eu não sou os pedaços de sonhos que deixei para trás

Eu sou luz, eu sou luz

Eu não sou a cor dos meus olhos
Eu não sou a pele do lado de fora
Eu não sou a minha idade, eu não sou a minha raça
A minha alma interna é toda luz

Toda luz, toda luz
Eu sou luz, eu sou luz

Eu sou a divindade definida
Eu sou Deus dentro de mim
Eu sou uma estrela, um pedaço do todo
Eu sou luz