segunda-feira, 18 de junho de 2018

A vida sempre encontra um meio


Essa frase é do filme Jurassic Park, mas não é dele que quero falar hoje, na verdade é de um outro filme que assisti recentemente no cinema (desculpe leitor sempre citar filmes, mas eu amo cinema, então...). O filme chama-se “Eu só posso imaginar”, e conta a história de um cantor e de como seus problemas familiares de alguma forma o ajudaram a escrever uma das músicas mais tocadas de todos os tempos.


Me lembro, que estava acompanhada da minha irmã, e comentei o seguinte com ela, ao assistir uma cena de acidente durante um jogo de futebol americano no filme: “A vida sempre encontra um jeito de te colocar na rota do seu destino. Ela sempre encontra um jeito de fazer você viver aquilo que está no seu caminho, quando você desvia, ela te coloca novamente na rota.” Então, associei à esta frase do filme Jurassic Park, a vida sempre encontra um meio. Você já pensou, em quantas coisas que pareciam ruins assim que você as viveu, mas hoje, você as enxerga como bênçãos porque elas te ajudaram a realizar seus sonhos, encontrar novos caminhos, viver sonhos que pareciam distantes. Quando eu comecei a sofrer com ansiedade anos atrás, eu não imaginava que minha vida mudaria para melhor. 


Trailer do filme "Eu só posso imaginar"
Deixe que a dor se torne a sua inspiração - Frase do filme

Penso, que talvez esse tenha sido o jeito da vida de me colocar novamente no caminho. Quem sabe, onde eu estaria, com quem estaria ou como estaria se não tivesse passado por um momento ruim. Eu tenho quase absoluta certeza, que você que lê estas linhas agora, já deve ter passado por coisas ruins que na hora que aconteceram te deram medo, angústia, incerteza, mas hoje, você já consegue olhar para elas de uma outra forma, sim ou não?

Se neste momento da sua caminhada, você estiver passando por alguma situação delicada para você, sinta, se talvez de alguma forma, você não desviou do caminho do seu coração, e agora através disso, que parece muito ruim neste momento, você não retorne novamente para o seu destino. Talvez, esse seja o meio que a vida encontrou para te trazer novamente para o seu propósito e missão de vida. Quem sabe!


Preste atenção neste movimento da vida, porque ele pode ser muito sutil, se você estiver desatento talvez não perceba, ela te encaixando em novas situações, ela te direcionando para seu propósito maior, ela (a vida) pode se mover vagarosamente, às vezes, mais rápida, te dando um chacoalhão quando você não consegue percebê-la. Atenção, a vida quer que você volte para o caminho que a sua alma deseja, e você escolhe o quê?

Lembre-se, a vida sempre encontra um meio.


quarta-feira, 13 de junho de 2018

Você é legal pra caramba. Você acredita nisso?


O título do post de hoje foi uma frase que a psicóloga me disse quando comecei a fazer terapia, e que até hoje eu repito para mim mesma quando estou me sentindo pra baixo. Você já parou para pensar no quanto você é uma pessoa legal? Se já, acredito que sua autoestima esteja bem equilibrada, principalmente se você pensou e conseguiu destacar em si mesmo características que te tornam uma pessoa única e especial.

Ah, mas eu não tenho nada de legal?
Opa, será mesmo?
Primeiro, eu vou te ajudar a identificar traços de uma pessoa legal pra caramba em você, e se juntos nós não conseguirmos achar tanta coisa assim (o que acho difícil), vou te dar algumas dicas para elevar sua autoestima e não precisar da aprovação de ninguém para se sentir legal pra caramba.

 
Como identificar que sou uma pessoa legal?
Primeiro, você precisa olhar para as coisas que você gosta, e como estas coisas podem ser benéficas para você e para o mundo. Por exemplo, uma das coisas que eu mais gosto neste momento da minha vida, é refletir e escrever aqui no blog, e sem modéstia, eu me acho legal pra caramba por isso, porque quando eu escrevo, posso me ajudar a repensar sobre a vida e ainda posso ajudar outras pessoas, a pelo menos refletirem sobre algo, e sim, eu acho isso legal pra caramba. O que você faz que você acha legal? Pode ser qualquer coisa, inclusive na sua rotina, no seu trabalho. Você é mãe, e cozinha alimentos saudáveis para os seus filhos, isso é legal pra caramba, você consome alimentos de qualidade e ainda ajuda seus filhos a se alimentarem melhor. Você resolve problemas no trabalho, e sente satisfação por fazer isso e auxiliar a empresa, ótimo, isso pode ser legal pra caramba. Você faz aulas de pintura, se sente bem, e vende seus quadros que ajudam a trazer beleza e cor para a vida das pessoas, poxa, isso também é legal pra caramba.

Se você olhar com calma, você vai conseguir identificar várias coisas, que te tornam muito legal, porque elas trazem um brilho único para você. Pode até ser uma coisa que muita gente faz, mas, você já parou para pensar que o seu jeito de realizar determinada atividade é só seu. Você é único e isso é legal pra caramba. Eu sugiro que todas às vezes que você estiver se sentindo pra baixo por causa de alguma situação, que você sempre faça esse exercício, diga para si mesmo que você é legal pra caramba, lembre-se das coisas bacanas que você já fez e faz, e permita-se dar-se valor.

A autoestima está diretamente ligada com a capacidade que nós temos de saber que merecemos tudo de bom que a vida tem para nos oferecer, é reconhecer que nós somos merecedores de carinho, afeto, amor, bem-querer. E isso, nos coloca em outro patamar na vida, porque ao saber o que merecemos, não aceitaremos nada que estiver abaixo disso. Mas, para isso, você tem que reconhecer em si mesmo, todo esse valor e sentir legal pra caramba. Agora, se por um acaso, você tem vivido a sua vida baseado em sonhos de terceiros, vive com a autoestima no ralo porque quer agradar o tempo todo, talvez seja hora de olhar para você, e se reconhecer como uma pessoa legal e importante. Mas, como começar?


Procure ajuda
Eu acredito que a terapia, seja tradicional ou ainda, alguma terapia holística, é muito benéfica para nos ajudar a enxergar alguns detalhes sobre nós mesmos que muitas vezes ficam escondidos. Conforme as coisas vão caminhando, você começa a perceber, que grande parte da mudança que você deseja começa em você, e que se você não der os primeiros passos, nada muda. Terapia não é um processo fácil, é bem complicado, sair da zona de conforto, se arriscar, se frustrar, mas também, tem o lado positivo, ao viver todas as intempéries da vida, você percebe que a vida é isso mesmo, e também percebe o quanto você amadurece em cada situação vivida. E fica se sentindo bem legal, porque ser legal é quem você é, quem quiser acompanhar, ótimo, quem não quiser, beleza, a vida sempre se encarrega de nos trazer o melhor de acordo com nossa vibração, acredite nisso.

Procure por atividades que tragam realização
Disseram para você que yoga é ótimo para o corpo e para a mente, mas você não se identifica com yoga, mas pratica porque todo mundo diz que é legal. É aí, que mora o erro. Você tem que fazer algo que você sinta afinidade, pode até tentar yoga, mas se não gostou, não continue porque aquela amiga querida disse que é legal, continue se for por você. Talvez, você se sinta mais realizado suando numa luta de boxe, então esse é o caminho, seu coração sempre sente, pode apostar. Ao realizar algo por você, há uma satisfação. Procure por atividades que você tem afinidade, ouça dicas, tente ver se isso se adapta à sua rotina, eu não me refiro só a atividade física, me refiro à cursos, hobbies, vai lá e siga sua intuição.

Acredite que você merece o melhor
Você só vai se achar legal, se acreditar que merece o melhor. Mas, é o melhor em todas as áreas da vida. Autoestima tem a ver também com saber abrir mão daquilo que já não te completa, é saber abrir mão do que vem pela metade, pois se você é legal e inteiro, por que anda por aí aceitando metades? Pense nisso.

Pare de se comparar
Um dos fatores que detonam nossa autoestima é a comparação, em geral, nos comparamos com os outros e nos sentimos para baixo, comparamos os amores e a falta de amores, comparamos a marca do carro ou a falta do carro, comparamos o cabelo, a viagem, o sorriso, a família, os passeios. Ei, vamos parar com isso agora. Ao invés de ficar se comparando com os outros, que tal se inspirar nos outros. Por exemplo, você pode se comparar assim: “Nossa, fulano vai na academia todo dia, e eu sou um preguiçoso, não consigo sair do sofá, também nem tenho como pagar uma academia.” Daí começa o ciclo vicioso de autodepreciação, então porque não se inspirar no fulano, não pode pagar academia, então faça uns polichinelos no quarto, na sala, assista vídeos de aula de dança no youtube. Pare de se comparar e comece a se inspirar no que acha legal. Vai por mim, isso só traz benefícios.

Eu realmente espero que algum tempo depois de ler este texto, ou até agorinha, depois de ler essas linhas, você olhe para si mesmo, e possa dizer com todas as letras:

“Eu sou legal pra caramba. E eu acredito muito nisso.”

E assim é.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Expectativa X Perspectiva

Em um dos atendimentos em terapia floral que fiz, eu fui supervisionada por um terapeuta floral com 26 anos de experiência em atendimento, o mais legal, é que entre um e outro atendimento, ele entrava na sala para bater um papo comigo e saber como estavam as coisas. Em uma de nossas conversas, ele citou que o floral “Elm” ajudava a sair da expectativa e entrar na perspectiva.

Na hora, as palavras “sair da expectativa e entrar na perspectiva” ficaram gravadas na minha mente, porque eu sabia que dali sairia uma ótima reflexão quando eu estivesse mais tranquila para pensar no real significado destas palavras.

Você sabe a diferença entre expectativa e perspectiva? Já parou para pensar em como essas duas palavras podem fazer a sua vida mudar da água para o vinho, ou do vinho para a água? Vai saber o que faz sentido para você, rs.

Segundo o nosso amigo Aurélio, o dicionário, expectativa é:
1-Ato ou efeito de expectar.
2-Esperança baseada em supostos direitos, probabilidades, pressupostos ou promessas.
3-Ação ou atitude de esperar por algo ou por alguém, observando.


E perspectiva? Como será que o dicionário a define? De acordo com o Aurélio, perspectiva significa “por em perspectiva, prever.”

Então, vamos lá. Na definição de expectativa o que mais me chamou atenção foi a opção número 3, que define como atitude de esperar por algo ou por alguém, observando. Quando você entra em expectativa, você espera, mas não tira o foco, você observa e não desapega. Quando você entra em expectativa, você não aceita o fluxo natural da vida, você quer controlar uma situação de acordo com aquilo que você espera. Viver com expectativas é ficar o tempo todo focado naquilo que você deseja, sem respirar, sem descansar, ansioso pelo resultado final, colocando o carro na frente dos bois. Quando você tem muitas expectativas você pode acabar se fechando para as situações novas, porque acredita que o que você deseja tem que ser exatamente como você espera, ou pode até, estragar situações porque não deu tempo ao tempo. Você se esquece que a vida é uma caixinha de surpresas, e nem sempre tudo será milimetricamente calculado. É por isso, que nós nos frustramos quando criamos muitas expectativas, porque elas vêm de uma ilusão que criamos em nossas mentes, e que nem sempre tem a ver com a realidade.

A perspectiva pede abertura da mente. Você pode sim, imaginar como seria determinada situação, mas deve deixar acontecer, deve deixar a vida seguir seu fluxo. Na perspectiva você tem um objetivo, você trabalha por ele, dia após dia, abandonando as idealizações e o apego, você seguirá acreditando que acontecerá o que tem que acontecer, e segue confiando no fluxo da vida. Lembrando, que isso não significa que você irá ficar parado, pelo contrário, trabalhar por algo com perspectiva, é olhar para a real dimensão das coisas, entendendo que erros e acertos podem ocorrer e fazem parte do processo da vida.


Tentar viver sem expectativas, é um exercício diário, e de antemão eu te digo que não é nada fácil. É preciso, estar o tempo todo alinhado consigo mesmo. É criar metas e objetivos, sabendo que nem sempre as coisas irão se desenrolar do jeito que queremos. Eu acredito, que mesmo sabendo que não devemos criar expectativas, vez ou outra, nossa natureza humana pode nos tentar a criá-las, e também não há problemas nisso, desde que você consiga perceber esse movimento. Vou te dar uma dica que aprendi nem sei onde, porque leio tanto material que às vezes me perco, mas aprendi o seguinte exercício que uso até hoje:

“Quando perceber que a sua mente está envolta em expectativas e que você está ansioso por algo que está imaginando, pergunte-se, o que há de real e o que há de imaginação nesta situação. Questione-se, pergunte a si mesmo, qual é o real significado de tudo isso.”

Fazendo esse exercício, você tira o foco excessivo da situação, e passa a trabalhar com ela na perspectiva. Você faz sua parte, trabalha pelo melhor, sem esperar determinado resultado. E segue confiando no fluxo da vida, não parado, mas fluindo junto com a vida, sem resistência e sem apego. E lembre-se, você não consegue isso de um dia para o outro, é treino, e você irá derrapar, e não se culpe por isso, continue seguindo em frente, o mais certo, é não criar expectativas no processo de não ter expectativas, entendeu?

Sorte para você!

Dica extra: Floral Elm, segundo o terapeuta que me supervisionou ele ajuda muito nesta questão.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

A principio, a gente só enxerga a superfície


O que você conclui quando acaba de conhecer uma pessoa?
Quais são as suas primeiras impressões? Negativas? Positivas?
É sempre bom termos calma ao conhecer pessoas, sabe por quê?
Porque de início, a gente só enxerga aquilo que está na superfície.


Para manter o equilíbrio, e não correr o risco de descartar pessoas, ou ainda, confiar muito prematuramente, que tal você olhar para as pessoas como se elas fossem o oceano. Quando você vai para a praia e pisa os pés na areia, o que você vê de imediato? Você vê a superfície do mar, vê as ondas quebrando, vê as pessoas se divertindo. Você não vê o fundo. Você não vê aquilo que está escondido nas partes mais profundas. E o oceano não é só a sua superfície. Ele é também sua profundidade, ele é formado de seres belos e cores, mas também de seres perigosos e estranhos. Assim, são as pessoas. Se você foca só na superfície, as chances de se enganar são grandes.


Por isso, é preciso ao conhecer alguém, não concluir tão apressadamente quem é essa pessoa. Quando você conhecer alguém, se você sentir que está muito apressado ao simpatizar e muito apressado ao odiar, faça esse exercício, imagine essa pessoa como o mar, o que você está vendo de imediato é só a superfície. Chegue mais perto, observe, permita-se mergulhar um pouco nessa pessoa. Ainda assim, você corre o risco de se enganar, mas esse risco, agora é um pouco menor se você estiver consciente. Depois, você pode tirar conclusões, agora sim, baseadas em uma percepção calma. Em um olhar livre de preconceitos causados por primeiras impressões e afins. Essa pessoa pode ser um mar claro e límpido ou um mar poluído e sujo, e nem sempre isso nos é mostrado prontamente.

Nunca julgue de imediato. Se acalme para mergulhar no mar. E aí, pronto para o mergulho?

Leia este post mais antigo que ajuda a complementar a ideia do post de hoje ;) - clique aqui

segunda-feira, 4 de junho de 2018

O fabuloso destino de Amélie Poulan - o que eu aprendi

Eu aproveitei esse final de semana para assistir alguns filmes que estava devendo para mim mesma. Comecei com um blockbuster, e depois fiquei deslizando a opção de filmes disponíveis. Então, esse incrível filme de 2001 me chamou atenção, "O fabuloso destino de Amélie Poulan", confesso que ao terminar o filme me perguntei: "Nossa, por que demorei tanto para assistir esse filme?"


A resposta que veio à minha mente foi a seguinte: "Porque você precisava assisti-lo agora." E realmente, acredito que nessa vida sempre vai ter o momento perfeito. Que não é perfeito porque tem uma beleza inalcançável ou todos os pontos estão conectados perfeitamente. O momento perfeito é aquele que seu coração está em paz. 

Talvez, você já tenha assistido esse filme, ou talvez ler esse texto vai te fazer ter a curiosidade de assisti-lo pela primeira vez, e eu te encorajo a fazer isso. O filme nos dá algumas lições para levar para a vida. Para entender que muitas coisas para saírem da nossa imaginação precisam de certa ação da nossa parte, e que o medo e a covardia que temos ao tentar evitar o sofrimento pode fazer com que não vivamos experiências maravilhosas. 


Talvez, agora você seja uma pessoa meio Amélie Poulan, que tem boas intenções com todos, que ajuda pessoas a sorrir, que tem uma sensibilidade ímpar. Que de um jeito carinhoso ajuda as pessoas a se encontrarem, mas talvez como a Amélie, você tenha medo de dar um jeito na própria vida. Talvez, como a própria Amélie você precise de uma máscara para olhar para os olhos do seu grande amor, porque talvez você tenha medo de que ele descubra quem você é, porque você ainda não percebeu o quanto você é espetacular do seu jeito. Talvez, como a Amélie você tenha medo de se frustrar, de correr riscos, por isso, diz não para as boas oportunidades quando elas aparecem.


Uma das lições que mais me chamou atenção tem a ver com o final do filme, eu não vou te contar porque seria péssimo da minha parte fazer isso, mas vou transcrever aqui a mensagem dita, que me fez refletir sobre esse medo que a grande maioria de nós tem de se frustrar:

"Minha querida Amélie você não tem ossos de vidro, pode suportar os baques da vida. Se você deixar passar essa chance, ai com o tempo seu coração vai ficar muito, muito seco e quebradiço como o meu esqueleto. Agora vamos lá, sem hesitar."

Hesitamos por medo de sofrer. Mas decepção e a frustração por mais doloridas que possam parecer, nos libertam para a realidade, e assim podemos seguir adiante, não ficaremos mais presos neste ponto da caminhada. Já escrevi sobre isso neste post (clique aqui para ler). 

Assim como a Amélie, você já é bem grandinho e conseguirá suportar todos os baques da vida. Está na hora de viver, sem hesitar.

Minha dica para você essa semana é, além de assistir esse filme, aproveite para analisar sua vida. Perceba os pontos nos quais você se concentra somente imaginando o quão perfeito seria se... e por medo não toma nenhuma decisão. Eu decidi avaliar a minha vida, porque o momento perfeito é esse, e espero que possa ser o seu também. E você também acha que são tempos difíceis para os sonhadores? Assista o filme, você irá entender.

Sugestão de música: Love Exists - Amy Lee





quarta-feira, 30 de maio de 2018

Precisa se reconectar? 04 dicas para te ajudar


Você já se sentiu perdido? Assim, meio vazio? Sentindo que as coisas pareciam sem significado naquele momento?

Se você respondeu sim, você já pensou, que talvez essa sensação esteja vindo de uma falta de conexão com a sua essência? De uma perda de energia momentânea causada pela rotina e correria do dia a dia? E que talvez, algumas simples ações podem te ajudar a se sentir melhor? Para te ajudar a recarregar as baterias, eu vou te sugerir quatro dicas, vamos lá?

Entre em contato com a natureza
Eu aprendi em um curso que fiz recentemente, que a natureza tem o poder de neutralizar energias negativas (a gente sabe disso né, mas parece que nós nos esquecemos). Colocar os pés descalços na terra faz a energia fluir. Se você não puder colocar os pés na terra, coloque as palmas das mãos na terra por alguns minutos, faça círculos na palma das mãos para fazer a energia fluir. Com o polegar desenhe círculos na palma das mãos em sentido horário, e conecte-se com a energia que vem da terra (não é bruxaria isso não viu, rsrs, desenhar círculos é só para liberar a energia presa nas mãos, nessa hora você consegue sentir um calorzinho emanando das mãos). Se você tiver condições, vá em um parque na sua cidade, ande descalço, coloque seus filhos para andar descalços, ensine as crianças a se conectarem desde cedo com essa energia, elas só irão colher benefícios. Sinta a energia que circula. Alguns minutos de contato com a natureza já fazem a energia transmutar. Você é natureza, apesar de terem feito você esquecer isso. Você ainda pertence à esse mundo verde. Ele é você e está em você, e você pode se recarregar e se reconectar com ele, sempre que quiser.
Entrar em contato com a terra é uma terapia chamada "Aterramento" que pode te ajudar a manter o foco, disposição e melhorar sua saúde. Eu vou deixar aqui (clique aqui) o link de um site para você se informar melhor em como esse contato com a terra pode te auxiliar a ter uma vida mais plena e saudável. E você pode fazer isso sozinho, em qualquer local que tenha área verde.

"Olhe profundamente a natureza, e então você vai entender tudo melhor." Albert Einstein


Ouça músicas que mudem a sua vibração
A música certa conecta com a emoção certa. Então, quando você estiver se sentindo desconectado, use a internet a seu favor, vá até o Youtube, e escolha música que trazem boas lembranças, músicas utilizadas para meditação e yoga ajudam bastante. Existem também alguns mantras que você pode falar ou cantar, e que ajudam na mudança do estado de espirito.

Fique em silêncio, se possível olhe para o céu
A dica aqui não é fechar os olhos e meditar, não agora. Sente-se em um local ventilado, no qual você possa observar o céu. Se for de dia, observe as nuvens, o azul do céu, os aviões, os pássaros, borboletas. Sinta o vento no seu rosto, observe o vento balançar as árvores, se tiver alguma por perto, concentre-se nesse movimento. Imagine-se, você na imensidão do Universo. Você foi escolhido, para estar aqui. Reconecte-se com a Inteligência Superior, que te escolheu. Não importa, se você tem religião ou não. Só sinta! E se for à noite, faça o mesmo exercício olhando para as estrelas, para a lua, enfim, contemple a sua existência e reconecte-se.


Agora sim, feche os olhos e medite
A meditação é uma excelente ferramenta para reconexão. Porque ela te mostra, que é dentro de você que está tudo que você precisa. O que vem de fora, só complementa. Tente meditar pelo menos 10 minutos por dia. Você irá perceber a mudança positiva que esse hábito irá trazer para sua vida.

Pronto, você aprendeu hoje, quatro dicas super fáceis para se reconectar. Eu aposto, que você consegue seguir pelo menos uma dessas dicas.

Você tem outro jeito de se reconectar? Se quiser compartilhar, vou adorar saber!

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Seria sua limitação a sua maior força?


Há algum tempo, me foi sugerido assistir uns vídeos de um cara chamado Rodrigo Telles (clique aqui para acessar o facebook), e eu resolvi assistir, eram vídeos de autoconhecimento focados em propósito e missão de vida. Os vídeos que me refiro, não estão mais disponíveis, mas no Facebook, você pode encontrar materiais interessantes.

Eu sempre assisto este tipo de material acompanhada do meu caderno e caneta, porque sempre acho que tem alguma coisa que pode ser útil. Muitas vezes, não é útil naquele momento, mas tempos depois, você pode usar o que anotou a seu favor. Em um dos vídeos, me lembro (porque anotei) que ele disse a seguinte frase: “Por trás das suas maiores limitações existe ouro escondido.”


No momento que ouvi essa frase, pausei o vídeo, e anotei-a no meu caderno. Esses dias, eu estava gravando um depoimento para ser utilizado pela minha terapeuta floral em um trabalho, assim que terminei de gravar o vídeo, me lembrei da frase que citei acima. Será que a minha limitação realmente se transformou em meu pote de ouro? (isso não necessariamente tem a ver com dinheiro, o pote de ouro pode se referir a uma realização pessoal, por exemplo).

Então, um filme se passou na minha mente. Eu, criança, adolescente, no início da idade adulta, carregada de timidez...uma timidez que me algemava, me impedia de seguir caminhos, me impedia de confiar na vida, de ser flexível. Uma timidez de quem não podia errar, de quem buscava a perfeição. A timidez e falta de segurança que foram determinantes para o desenvolvimento de ansiedade.

Hoje, ainda sou um tiquinho tímida, mas muito distante da Angélica de outrora. Quando olhei para minha limitação, fui em busca de vencê-la. Ao olhar para a limitação, um processo de autodescobrimento começou. Yoga, sorrisos, psicoterapia, acolhimento, meditação, autoconfiança, florais de Bach, segurança. Com tudo isso, veio o blog, veio o youtube, e veio vida, porque amo o que faço.


Por isso, a frase do Rodrigo Telles tem muito significado. Você conhece suas limitações? Você entende e reconhece que elas afetam sua rotina de uma forma negativa? Você já pensou no fato de que se conseguir vencê-las, você pode se tornar uma pessoa muito mais realizada? Quem você quer ser?

Acredito, sim, que nossas limitações podem ser aquilo que pode transformar nossa vida positivamente. Você precisa ter consciência delas, e procurar transpor cada uma, de uma forma paciente e inteligente. Confiando na vida e confiando em você. Imagine só, ao tentar transpor uma limitação, o quanto você cresce como ser humano, ao transpor uma limitação o quanto você aprende sobre si mesmo e sobre o mundo. É muita coisa, muita coisa boa. Claro, que existirão as inconveniências do caminho, mas elas são somente um teste para ver o quanto de coragem você tem para seguir em frente.

A sua limitação pode ser um presente, se você desejar olhar para ela assim, sabendo que na vida tudo é possível, se você estiver disposto a encarar obstáculos, vencer os empecilhos, sabendo que na verdade, essa limitação chata é o caminho para sua evolução. Qual é a sua limitação? Falta de confiança, ciúmes, medo, ansiedade, timidez, carência, cansaço? Seja qual for. Acolha e escolha caminhos com os quais você possa transpor isso. Quem sabe, lá no final, você também não encontre ouro. Talvez, o tesouro que você procura fora, sempre esteve guardado dentro de você, escondido pelas suas limitações.

E aí, vamos tentar?

Sugestão de música 1: Thunder
"Apenas um jovem, com o pavio curto
Estava me sentindo preso, queria me libertar
Sonhava com grandes coisas
E queria deixar tudo pra trás
Não sou de abaixar a cabeça e obedecer, não sou de seguir os outros
Se encaixe, adapte-se ao molde
Sente-se no hall de entrada, pegue sua senha

Eu era o relâmpago antes do trovão..."

Essa música é cheia de significado, assista o vídeo e leia a legenda :)



Sugestão de música 2: Ashes
Essa música diz no refrão "Deixe a beleza sair das cinzas?"
Vamos trazer para o texto de hoje, será que a sua beleza não está escondida nas cinzas de suas limitações? Reflita um pouco sobre isso, se quiser ouça a música, porque é linda.