terça-feira, 20 de março de 2018

Técnica do bilhetinho

Hoje, eu irei compartilhar com vocês uma dica muito importante que tenho utilizado no meu dia a dia. Eu a chamo de técnica do bilhetinho.
Na verdade, é uma atividade bem simples para nos relembrar durante a correria do dia a dia sobre nossos compromissos com nós mesmos.

Desde que eu comecei nesta jornada de autoconhecimento, muita coisa ficou bem mais clara para mim, sobretudo características do meu comportamento e da minha personalidade que eu sinto que me atrapalham um pouco. Uma dessas coisas é a minha tendência de realizar atividades e tomar decisões com precipitação, ou ainda, ficar muito nervosa com pormenores (lua em Áries, minha gente, rsrs). Antes de começar a yoga, meditação, terapia com a psicóloga, terapia floral, eu não tinha a menor ideia dessas coisas. Achava que era normal ser assim, vivia sofrendo e não tinha percepção nenhuma de mim mesma.



Hoje em dia, eu consigo perceber quando estou indo ladeira abaixo, geralmente eu percebo quando estou no meio da ladeira (nada é perfeito nessa vida), então eu tento consertar as coisas que já deram uma desencaminhada devido à minha afobação. Esses dias, eu passei por um momento desses, no qual eu deveria ter pensado um pouco antes de agir, mas decidi agir com precipitação e afobação, e depois fiquei pensando sobre o assunto. Resolvi então, colocar em prática a técnica do bilhetinho, que nada mais é do que escrever frases em bilhetes para relembrar durante o dia aquilo que queremos trabalhar em nós mesmos. No meu caso, eu escrevi uma frase para manter a calma, juntamente com um mantra de paz e tranquilidade que achei na internet. Meu bilhetinho ficou assim:

"Cuidado com a precipitação. Respire e faça as coisas com calma. Calma e tranquilidade são as ordens do Senhor. Calma e tranquilidade para receber amor."

Esse bilhete, eu deixo fixado em meu computador no trabalho. Você pode escrever bilhetes para qualquer coisa que queira melhorar. Por exemplo:

"Não esqueça de respirar e se alongar. Cuidado com a tensão nos ombros."
"Lembre-se somos iguais, ninguém é melhor do que ninguém."
"A crítica não é você. Lembre-se sempre disso."
"Não leve as coisas ao pé da letra, e tente não levar para o lado pessoal."



Você pode escolher a melhor frase para você. Crie suas frases de acordo com aquilo que você acha importante, mas a agitação diária faz você esquecer. Cole no computador, na geladeira, no criado mudo, na escrivaninha, sei lá, deixe à vista, e leia principalmente quando perceber que está prestes a sair do eixo, que vai se descambar ladeira abaixo. Isso ajuda a não fugirmos de nossos compromissos, daqueles compromissos que firmamos com nós mesmos para nossa melhoria.

Espero que você tenha gostado desta dica de hoje, bem simples, mas que ajuda de uma maneira inimaginável. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário