segunda-feira, 16 de maio de 2016

Síndrome da afobação



Se você é uma pessoa ansiosa, provavelmente sofre de impaciência e impulsividade e de síndrome da afobação, que é como eu costumo chamar o meu próprio comportamento.

Eu acho engraçado, que muitas pessoas ao conversarem comigo, e até mesmo alguns dos meus familiares não acreditam que eu sou uma pessoa extremamente afobada. Tudo tem que ser para ontem, eu costumo aplicar isso nas minhas tarefas diárias no trabalho, por exemplo, e também acho que as pessoas tem que me responder na mesma velocidade com a qual eu as respondo. Mas, no dia a dia, não é isso que acontece.

 Stress, Relaxamento, Relax, Tensão, Burnout


A prática de yoga me possibilitou identificar os momentos de afobação e impulsividade, eu ainda, tomo muitas decisões no calor da emoção, mas agora, eu tenho percebido e sentido estes momentos quando eles ocorrem. Porém, ainda continuo tomando algumas atitudes sem pensar, e depois me arrependo, pensando que deveria ter esperado um pouco mais para mandar aquela mensagem, ou deveria ter analisado melhor as circunstâncias antes de iniciar um novo curso, que tempos depois, por não ter muito a ver comigo, eu desisto.


No meu dia a dia, eu percebi que tudo que eu faço com pressa, afobação, sempre tem um erro, ou algo que eu deixei passar. Eu tenho pressa de terminar a tarefa, pressa de entregar logo, e depois vejo a sucessão de erros que ocorreram. Semana retrasada, eu precisei fazer um artigo científico para entregar na pós-graduação, terminei o artigo, revisei e enviei pelo sistema da faculdade cinco dias antes do prazo final, depois de enviar, resolvi analisar o artigo novamente, e vi que tinha colocado a ordem das referências de forma errada, resumindo, perdi pontos. Depois deste ocorrido, eu me perguntei, se ainda faltavam 5 dias para o prazo final, por que eu me desesperei tanto? Resposta simples: Ansiedade.

 Moldura, Corrida, Começar A Trabalhar


Depois deste episódio, eu tenho feito algumas análises destes momentos, quando eu começo a me sentir impaciente ou afobada com alguma situação, eu me pergunto:


- É isso mesmo que eu quero fazer agora? Eu posso fazer isso agora?

- Tem necessidade de sair correndo assim para resolver este problema?

- Quais são as outras partes deste problema que eu ainda não avaliei?

- A pessoa pode esperar por isso? É algo urgente?


Então, antes de tomar alguma decisão tomada pela impulsividade, eu vou avaliando com mais calma a situação. Eu ainda me afobo um pouco, e quando vou ver já foi, já me precipitei com alguma situação, e depois fiquei tentando voltar atrás para fazer de outra forma. A diferença, como eu citei acima, é que atualmente, eu tenho conseguido perceber isso.


É claro, que existem situações que devemos ser rápidos, agir de forma mais assertiva e tomar as decisões acertadamente. Então, isso passa a ser um exercício de sabedoria, começar a entender o que precisa ser rápido e o que pode esperar,  tanto na vida pessoal como profissional.

Para começar a deixar a impaciência, a impulsividade e a afobação de lado, você pode começar a se fazer as perguntas acima, e pode começar a praticar yoga. Existem quatro posturas que ajudam a combater o stress e a ansiedade:


Postura da árvore

Postura da criança

Postura do cachorro olhando para baixo

Postura do cadáver (relaxamento)

Dê uma olhada em sites sobre yoga, estude as posturas e comece a praticar.

Existe um floral chamado Impatiens que normalmente é indicado para pessoas impacientes, tensas, explosivas e irritadas. Este floral ajuda a encontrar o caminho da paciência e tranquilidade.


Todas as vezes que você sentir a ansiedade, a afobação tomando conta de você, respire e converse com você mesmo. Isso tem me ajudado muito, e acredito que pode te ajudar também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário