sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A zona abissal das emoções

Você provavelmente já estudou sobre a vida marinha nas aulas de biologia, certo? Lembra-se de um termo muito falado nessas aulas, a zona abissal?
A zona abissal é uma região escura e profunda do oceano, a sua profundidade pode variar de 2.000 a 6.000 metros. Nessa região vivem seres bem diferentes, algumas espécies de peixes bem estranhos se comparados aos peixes que normalmente estamos acostumados. Como o nosso amigo aqui embaixo. Lembra do filme Procurando Nemo? Quando a Dory e Marlin acessam a zona abissal?


Mas, você já parou para pensar que nós podemos comparar as nossas emoções ao oceano? Se pararmos um pouco para refletir tudo está organizado em camadas, os nossos sentimentos estão dispostos na superfície e também nas camadas mais profundas e até inabitáveis do nosso ser. Há um lugar frio e escuro, que nós temos medo de acessar e nos depararmos com criaturas feias e estranhas, tais como os animais da zona abissal oceânica. É tão difícil ir até um lugar escuro, frio e profundo, para podermos saber quem realmente somos.

Muitas vezes, em nossa vida seremos chamados para fazer um mergulho mais profundo no oceano de sentimentos e sair um pouco da superfície. Mas por medo, nós nos esquivamos e vamos nos debatendo na superfície, onde as águas oferecem menos perigo e já são conhecidas, porém nunca saímos do lugar. Vamos vivendo a vida, de uma maneira que parece segura, mas, nadamos, nadamos e acabamos por morrer na praia, porque enquanto não acessarmos essa zona abissal e não olharmos de frente para os monstros que ali vivem, nunca conseguiremos atingir um nível de evolução melhor.

Eu vejo todos os dias, pessoas brigando contra quem elas realmente são. Com medo de assumir os seus sentimentos, com medo de assumir a sua verdadeira personalidade. Talvez por medo de julgamentos, talvez por medo de não se encaixar naquilo que a maioria julga normal. O que é ser normal para você? O que o seu coração te responde? Para responder essa pergunta é preciso ter contato com a zona abissal, com a área escura do seu ser, você irá mergulhar até lá, irá sentir medo, frio e falta de ar. Porém, conseguirá acessar um nível de consciência maior em relação a diversas coisas de sua vida. E poderá aprender, se não fugir, que a vida é isso, ela é feita de todos esses sentimentos, os peixinhos dourados da vida muito boa e perfeita, mas também é feita desses peixes feiões, da vida que não parece se encaixar.


O autoconhecimento, a princípio, será a sua zona abissal. No começo você terá muito medo de acessar esse desconhecido, mas com o tempo você perceberá que tudo isso faz parte do plano divino para que você evolua moralmente e espiritualmente. Quem é você de verdade? Quem é você quando ninguém está olhando? Quem é você no momento em que você coloca a cabeça no travesseiro? Você é sim um belo peixe das águas mais quentes, mas também é o peixe feião das águas frias. Você é essa ambiguidade de sentimentos. É preciso acessar e sentir cada um deles para viver uma vida plena e sem mentiras.

Comece o seu mergulho, se não conseguir sozinho, tente a ajuda de um terapeuta holístico, de um psicólogo. Existem várias técnicas que podem te ajudar no autoconhecimento. Eu por exemplo, iniciei o meu com a prática de yoga e meditação. Ainda estou no processo, às vezes, me deparo com aquelas criaturas feias, mas olho para elas, e penso ok, isso também faz parte de quem eu sou, mas hoje eu conheço cada uma delas. Então, acessar essa zona abissal vai te trazer mais conhecimento de quem você verdadeiramente é. É muito bom viver em paz com quem você é de verdade.

Dê um mergulho nas águas profundas de suas emoções. E se permita saber quem você é de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário