quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Autodepreciação

Você já foi vítima da autodepreciação? Provavelmente sim. Mesmo que de uma forma mais leve ou com um pensamento negativo, alguma vez na vida nós nos autodepreciamos. A autodepreciação  ocorre quando você se desvaloriza, e não consegue enxergar nada de positivo em seu comportamento, sua aparência, entre outros. Pode ser que essa autodepreciação venha de algum fato ocorrido na infância ou adolescência, ou ocorra diante de uma resposta negativa em uma oportunidade de trabalho, nos relacionamentos amorosos ou nas amizades.

O fato é que se autodepreciar causa feridas enormes na alma. E sempre que você começa a se vitimizar, se autodepreciando, essas feridas ficam mais profundas e a cicatrização torna-se mais difícil. É óbvio que ao acontecer algo que não esperamos, a tendência é que nós nos tornemos mais negativos e assim passamos a questionar o nosso valor como pessoas. Mas, isso deve ser algo passageiro, você deve ser capaz de enxergar e perceber como você é bom.

Eu lembrei de uma frase do Sri Prem Baba que diz o seguinte:

“As nuvens sempre passam. Podem ser nuvens claras ou escuras, mas sempre passam. Talvez tenha que chover uma tempestade, mas ela também passa. Compreenda que você não é a nuvem, você é o céu.”


Esses dias eu tomei uma atitude, morrendo de medo do resultado, mas depois de refletir muito, mesmo com medo, eu agi. A resposta obtida diante deste fato foi negativa, ou seja, não aconteceu aquilo que eu esperava, mas é melhor ouvir uma resposta, mesmo que negativa, do que nenhuma resposta. Mas, como qualquer ser humano, diante da resposta negativa, eu comecei a questionar as minhas qualidades, e comecei a me autodepreciar, anos atrás, talvez eu chorasse de tristeza. Só que passados os minutos de vergonha, de não me achar boa o bastante, eu comecei a refletir sobre mim mesma, e pensei que isso que aconteceu foi só uma vírgula na minha história de vida, e eu posso continuar a minha história, e não me entristecer pelo o que aconteceu e continuar vivendo, escrevendo aqui no blog, fazendo meditação, yoga, e vários cursos legais que eu já me matriculei.

Se você não consegue se livrar da autodepreciação sozinho, eu sugiro que você procure a ajuda de um psicólogo, para que ele possa te orientar como mudar os padrões de pensamentos e resgatar a sua autoestima.

Quando eu começo a me autodepreciar, eu penso em todas as coisas legais que eu faço e nas que eu já fiz, no tanto de coisas que eu ainda tenho que aprender, e o sentimento vai se dissolvendo. Eu sugiro que você tenha objetivos na vida, coisas pelas quais lutar, batalhar. Tenha sonhos, algo pelo qual vale a pena continuar acreditando, coisas que só dependam de você, não coloque expectativas demais sobre as pessoas, escreva sobre os sentimentos que você está sentindo. Escrever é um santo remédio, ajuda a descarregar as dores da alma.



Não dependa do reconhecimento do outro para ser feliz. Acredite em você. Mesmo, que em alguns momentos a sua fé vacile, e você saia do eixo, tenha consciência de si mesmo e retorne ao ponto de equilíbrio. Você é muito bom! Acredite nisso!

4 comentários:

  1. não coloque expectativas demais sobre as pessoas, escreva sobre os sentimentos que você está sentindo. Escrever é um santo remédio, ajuda a descarregar as dores da alma.

    Perfeito!!! Algo que me ajudou demais a quebrar esse círculo vicioso foi assistir o documentário O Segredo!!! Maravilhoso!!!Quanto mais a gente se ama, menos a gente cobra e mais a gente brilha SEM FAZER MUITO ESFORÇO!!!! É uma sensação maravilhosa!
    Beijos!

    http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gisley! Que bom que você gostou. Eu também assisti "O segredo", e li o livro também, e realmente o material fez diferença na minha vida. Visitei seu blog, tem muita coisa legal, gostei bastante. Beijos!!!

      Excluir
  2. Eu também li O Segredo e mudou muitos dos meus hábitos negativos, eu ainda me autodeprecio, mas agora eu consigo "sair dessa", com dedicação a gente amadurece e começa a fazer das coisas boas, hábitos.

    Beijão!!
    http://desencanamina.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniella! Então, eu acho que uma vez ou outra, nós vamos acabar nos autodepreciando por algum motivo, mas o mais importante é fazer como você disse e "sair dessa". É importante desenvolvermos inteligência emocional para lidar com as situações, e perceber que temos muitas qualidades e coisas boas, e isso tudo faz de nós, pessoas únicas e especiais. Um grande beijo!

      Excluir