segunda-feira, 3 de julho de 2017

Se livre do peso

Eu tenho pensado bastante nos últimos dias sobre o excesso de peso que nós carregamos no dia a dia. Eu não estou falando daquela mochila pesada que você leva para a faculdade e nem daquela bolsa lotada de coisa que você carrega todos os dias para o trabalho. Eu estou me referindo à uma bagagem que é invisível aos olhos, mas visível para o coração. Sabe aquela bagagem pesada, um monte de malas e bolsas cheias de medo, insegurança, insatisfação, sentimento de inferioridade, culpa, mágoa, um monte de bicho papão que você guardou nas suas malas durante a vida e nunca parou para pensar se esses monstros são mesmo seus ou foram impostos para você. Jogados na sua vida, e você não entendia direito o que fazer com todos esses monstros pesados e foi guardando, aumentando o peso da sua bagagem de vida com um monte de treco sem utilidade nenhuma e que só te faz sofrer.

Eu me lembro que durante muito tempo da minha vida, eu carreguei bagagens que não eram minhas. Mas, foi muito tempo mesmo, eu me dei conta há pouco tempo de que eu sempre deixava as pessoas decidirem por mim . Eu guardava bagagens que não eram minhas, eram malas da minha mãe, do meu pai, bagagens que pertenciam a eles, mas eu achava que eu deveria carregar, não poderia frustrá-los. Carreguei crenças de amigos, namorados, parentes, professores, colegas de trabalho, colegas de escola, mas todas essas malas não me pertenciam, eu jogava no meu bagageiro e tentava ser feliz de acordo com o que o outro achava melhor, nunca de acordo com o que eu achava.



Durante muito tempo foram jogadas sobre mim diversas bagagens que me deixaram insegura, fizeram eu achar que deveria ser perfeita, me deixaram medrosa, presa a mim mesma, e eu fui me perdendo de mim, achando que aquele peso extra era bom. Afinal, é o que todos querem, então deve ser bom para mim. Mas, não foi. Eu estava infeliz e sabia que estava, mas era difícil assumir que eu vivia para os outros e não para mim, o que vão pensar, o que vão dizer se eu deixar essa mala abrir e jogar fora esse monte de coisa que não serve mais para mim. Vão deixar de me amar? Será?

Depois de longos anos, já adulta, aquele peso começou a incomodar demais, trazendo com ele uma ansiedade doentia. Então, eu resolvi abrir as malas e ver se elas eram minhas mesmo. Eu percebi que lá dentro estava cheio de coisas que eu tinha ouvido quando era criança e adolescente, naquelas malas estavam escondidos medos e inseguranças que eu deixei criarem raízes em mim, tinha também aquela sensação de ser a garota perfeita, que não poderia dizer não. Era muito peso, um peso que não era meu. Sabe o que eu fiz? Joguei tudo pela janela em um dia de ventania, e senti o vento levando embora toda aquela bagagem pesada. Muita coisa eu criei, mas muita coisa foi jogada em cima de mim sem que eu percebesse. Se eu tivesse aberto essas malas antes, que beleza! Mas, tudo tem seu tempo, talvez a hora de você se livrar dessas bagagens pesadas na sua vida seja agora.



Onde está a sua voz? Onde está a coragem divina que habita em você? Abra essas malas, encare esses medos, essas crenças negativas? Será que elas são suas mesmo? Ou será que foram jogadas sobre você e por medo você aceitou?

Ninguém vai deixar de te amar se você for você mesmo. Ninguém vai deixar de te amar se você se amar primeiro. Porque só é possível amar ao próximo se você se amar. Como você vai dar amor para alguém se você não consegue dar amor para você? Para saber quem você é de verdade, você precisa se livrar do peso das opiniões das pessoas. Você não precisa da aprovação de ninguém para ser feliz. A felicidade verdadeira mora dentro de você e não está conectada a alguém, ela está ligada somente ao seu coração. Você não consegue achá-la porque seu coração está entulhado de bagagens que nem suas são. Meu amigo e minha amiga é hora de assumir quem você é, com suas qualidades e seus defeitos. Livre-se desse peso emocional que não é seu. Etiquete e guarde somente o que te pertence, identifique o que não é seu e se for lixo emocional, descarte, se esses sentimentos não servem para você, se te machucam, se eles tornam sua vida muito pesada, se livre desse peso extra, você vai ver como a vida fica mais simples.

Uma ótima semana, bem levinha de preferência :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário