Desafios e vulnerabilidades

Durante muito tempo da minha vida, eu tive medo de desafios. Já deixei trabalhos que me desafiavam a sair da rotina e zona de conforto, já fiquei noites sem dormir pensando nas mudanças que seriam realizadas na empresa que trabalhei, e sempre me achei meio "pequena" para lidar com grandes desafios. Literalmente, eu sempre dei um jeito de fugir da raia, hoje, entendo que na verdade, eu fugia de desafios porque se eu não conseguisse transpor cada um deles, as pessoas teriam a noção, ou melhor, elas enxergariam as minhas vulnerabilidades.

Quando passei a entender isso e a mudar a minha forma de pensar, enxergar essa característica em mim e nos outros ficou muito fácil, por isso, no texto de hoje, eu gostaria de te convidar  para refletir se esse seu medo do novo, medo de sair da zona de conforto, medo de enfrentar desafios tem a ver com o medo de ser exposto, medo de não conseguir, medo de falhar, enfim, medo de ser vulnerável.




Em geral, esse medo da vulnerabilidade, medo de se mostrar falho tem a ver com a nossa necessidade de perfeição, ou com algum fato que nos expôs no passado. Dê uma olhada, lá na sua infância, no relacionamento com seus pais, tutores ou professores, e tente se lembrar de fatos que fizeram com que você acreditasse que deveria ser perfeito o tempo todo para ser amado e reconhecido, e que demonstrar a sua vulnerabilidade iria te expor e diminuir o seu valor perante aos demais, ou tente se lembrar de algum fato em que você realmente foi exposto e isso fez com que você se sentisse envergonhado e vulnerável. Feito isso, se você conseguiu identificar alguma situação, agora é hora de trabalhar nela, pois provavelmente, essa situação é uma crença limitante que não te deixa avançar e faz com que você, fuja da raia, assim como eu fazia. 

Depois, de identificar essa crença, você precisará ressignificá-la, que na verdade, significa dar um novo sentido à isso que você tem como verdade. Por exemplo:

Crença: "Se eu fizer isso, e a empresa for reprovada no teste, vão achar que a culpa é minha, porque eu não soube fazer as coisas direito."

Novo pensamento: "Esse novo desafio trará novos conhecimentos para mim, será um novo aprendizado. Vou fazer o que estiver ao meu alcance. Caso, não dê certo, precisarei avaliar os pontos negativos para tomar providências cabíveis, tendo em mente que a minha parte farei da melhor forma, mas não posso me culpar por aquilo que não depende só de mim. E não importa o que aconteça, eu saberei lidar com isso."

Esse exemplo, que te dei é da minha própria vida. E eu estou mudando a minha maneira de pensar, e já percebi mudanças excepcionais em meu comportamento, de nem me reconhecer, rsrs. Baseando-me na minha própria experiência, eu afirmo que é possível sim.

Portanto, o medo do desafio, muitas vezes está diretamente ligado ao nosso medo de nos mostrarmos vulneráveis, menos inteligentes, menos capazes. No dia a dia, eu vejo pessoas se recusando a operar um novo equipamento em empresas, porque no fundo elas tem medo de errar, medo de demonstrar a falta de capacidade para lidar com o novo instrumento de trabalho e até o medo de ser demitido, caso não consiga transpor o desafio.




Sempre que você tiver um desafio novo, avalie se sua resistência vem desse medo de se mostrar vulnerável, se sim, convido você a se fazer a seguinte pergunta:

"O que de pior pode acontecer?"

Pode sim, acontecer várias coisas, tipo, perder o emprego, mas elas também podem não acontecer. E venhamos e convenhamos, o que tem que acontecer na vida da gente, irá acontecer, seja a gente fugindo ou enfrentando um novo desafio. Por isso, avalie como você anda enfrentando os desafios que aparecem. Será que eles não podem ser uma oportunidade para você? Talvez profissional, talvez emocional ou pessoal. Tudo sempre é um aprendizado, até aquela situação mais difícil. 

Desafios são importantes porque nos ensinam coisas novas, e se falharmos durante o processo, tudo bem, com certeza tem algo que virá desse aprendizado. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As peças que a vida nos prega

Como descobrir a sua essência

Quando nosso balão esvazia - Ações alinhadas para se reconectar