terça-feira, 28 de junho de 2016

Medo

Eu gosto muito desta música, Miedo - Lenine & Julieta Venegas. Pode parecer bobagem para algumas pessoas, mas quando eu sinto medo de alguma situação, eu ouço essa música, e ela me faz refletir que nós estamos em grande parte do tempo envoltos numa neblina chamada medo. Essa neblina não deixa você caminhar, porque você não sabe o que lá na frente irá encontrar, essa neblina não deixa você enxergar, então você prefere ficar parado, não é seguro se arriscar. E a vida vai passando, e você lá, parado, envolto na neblina, que fica cada vez mais espessa e preenche todas as partes da sua vida.

A letra desta música é autoexplicativa, então eu não vou ficar analisando cada parte. Eu só quero que você ouça e pense nos seus medos, eles são tão aterrorizantes assim? Será que esse monstro não pode ir embora se você se dispor a acender uma luz? Pense nisso, é difícil enfrentar um medo, eu sei bem disso, mas se você não for se arriscando aos poucos, você nunca vai saber qual é a sensação de vencer. Lembre-se que isso é um exercício diário, devagar você vai caminhando e se encontrando. Vai tropeçar algumas vezes, encontrar alguns empecilhos, mas a vida consiste em caminhar e não parar. Não desista!



Miedo - Lenine & Julieta Venegas




Tienen miedo del amor y no saber amar

Tienen miedo de la sombra y miedo de la luz

Tienen miedo de pedir y miedo de callar

Miedo que da miedo del miedo que da



Tienen miedo de subir y miedo de bajar

Tienen miedo de la noche y miedo del azul

Tienen miedo de escupir y miedo de aguantar

Miedo que da miedo del miedo que da



El miedo es una sombra que el temor no esquiva

El miedo as una trampa que atrapó al amor

El miedo es la palanca que apagó la vida

El miedo es una grieta que agrandó el dolor



Tenho medo de gente e de solidão

Tenho medo da vida e medo de morrer

Tenho medo de ficar e medo de escapulir

Medo que dá medo do medo que dá



Tenho medo de acender e medo de apagar

Tenho medo de esperar e medo de partir

Tenho medo de correr e medo de cair

Medo que dá medo do medo que dá



O medo é uma linha que separa o mundo

O medo é uma casa aonde ninguém vai

O medo é como um laço que se aperta em nós

O medo é uma força que não me deixa andar



Tienen miedo de reir y miedo de llorar

Tienen miedo de encontrarse y miedo de no ser

Tienen miedo de decir y miedo de escuchar

Miedo que da miedo del miedo que da



Tenho medo de parar e medo de avançar

Tenho medo de amarrar e medo de quebrar

Tenho medo de exigir e medo de deixar

Medo que dá medo do medo que dá



O medo é uma sombra que o temor não desvia

O medo é uma armadilha que pegou o amor

O medo é uma chave que apagou a vida

O medo é uma brecha que fez crescer a dor



El miedo es una raya que separa el mundo

El miedo es una casa donde nadie va

El miedo es como un lazo que se aprieta el nudo

El miedo es una fuerza que me impide andar



Medo de olhar no fundo

Medo de dobrar a esquina

Medo de ficar no escuro

De passar em branco, de cruzar a linha

Medo de se achar sozinho

De perder a rédea, a pose e o prumo

Medo de pedir arrego, medo de vagar sem rumo



O medo estampado na cara ou escondido no porão

O medo circulando nas veias ou em rota de colisão

O medo é de Deus ou do demo? É ordem ou é confusão?

O medo é medonho

O medo domina

O medo é a medida da indecisão



Medo de fechar a cara, medo de encarar

Medo de calar a boca, medo de escutar

Medo de passar a perna, medo de cair

Medo de fazer de conta, medo de iludir



Medo de se arrepender

Medo de deixar por fazer

Medo de se amargurar pelo que não se fez

Medo de perder a vez

Medo de fugir da raia na hora H

Medo de morrer na praia depois de beber o mar

Medo que dá medo do medo que dá

Medo que dá medo do medo que dá

Nenhum comentário:

Postar um comentário