quinta-feira, 29 de setembro de 2016

O amor próprio



É engraçado como ouvimos inúmeras pessoas falando sobre autovalorização, amor próprio, autoestima, etc., etc. e etc., e vemos também cada vez mais pessoas agarradas a ideias de não sou bom o bastante, e se eu mudasse esse meu jeito, e se eu ficasse mais extrovertido. Pode parar tudo gente, é hora de se olhar com mais cuidado. O amor está num lugar tão fácil de ser encontrado, sabe onde, dentro de você, é uma sementinha plantada que precisa ser regada diariamente, mas é você que tem que fazer esse trabalho, não entregue o regador na mão de outra pessoa, você é responsável por regar esse amor dentro de você, se valorizando sempre, seja no relacionamento profissional, familiar, amoroso.



Eu estou lendo um livro bem interessante chamado “O poder dos quietos”, este livro exemplifica como a sociedade quer nos moldar de acordo com as suas conveniências, e que pessoas introvertidas são colocadas à margem, porque ser introvertido é visto como algo negativo na personalidade. E todo esse processo de querer ser alguém que não se é, começa na infância, por ser preterido pelos mais “populares” e extrovertidos. Então, pensamos que para sermos amados precisamos mudar nossa personalidade, o nosso jeito de agir perante os acontecimentos, só assim seremos aceitos, e passamos a viver com uma máscara e anulando nossa personalidade para agradar o outro.



Você precisa se olhar com amor, isso parece muito clichê, mas é a mais pura verdade. Quando você estiver se sentindo desvalorizado, perdido, jogado para escanteio, pense nas suas qualidades, em tudo que você alcançou até hoje, em como você é uma pessoa amorosa, gentil, batalhadora, honesta, cuidadosa, sim, enumere as suas qualidades, todas elas, sem medo e sem vergonha de se sentir o máximo. A partir desse momento, você vai perceber seu valor, é simples assim.



Aquela sementinha de amor próprio que foi plantada começará a brotar, a água da vida será o amor que você nutre por você, todos os dias. Isto vai melhorar o seu relacionamento com você mesmo e com as outras pessoas. Ah, mas deixa eu te avisar uma coisa, como qualquer ser humano, você terá também dias de falhas, dias ruins e dias em que falar eu me amo e eu me basto soarão como uma mentira para os seus ouvidos, e estará tudo bem, porque a vida também é feita de dias de glória, mas também é feita de dias de solidão e tristeza, e é ai que mora a beleza, sem as nuvens escuras, talvez não valorizássemos um belo céu azul. 



É isso que todos nós temos que fazer todos os dias, devemos cultivar a semente do amor próprio regando-a diariamente, porém, assim como na natureza, a vida é feita de ciclos, haverá épocas de estiagem, onde algumas vezes esse amor próprio secará, mas se você continuar acreditando, volta a chover e ele volta a brotar, por isso, não abandone a sua vida na mão de outras pessoas, seja responsável pelo seu destino, o que acontecer vai ser o melhor para você, sempre no final, acontecerá realmente aquilo que deveria ter acontecido, não duvide disso, ame-se muito, e seja feliz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário