quarta-feira, 20 de junho de 2018

Você quer respostas rápidas?

Nós vivemos em um mundo que clama por respostas rápidas. O mundo das mensagens instantâneas em diversos aplicativos. Dois tiques, tique azul, visualizado em..., confirmação de leitura. Por que você não me respondeu? Tomou chá de sumiço? Cadê você? Exigimos muito dos outros. Exigimos de nós mesmos ao dar uma atenção que às vezes não conseguimos. 


Esses dias, eu estava pensando: “Ainda bem que a vida não tem whatsapp” Já imaginou a gente com essa síndrome de miojo, pronto em 3 minutos, como encheríamos a paciência da vida:

- Vida, como assim, você leu o que te pedi? Você visualizou a minha necessidade? Vida, eu vi, você leu. Por que não responde agora?

Na vida não há respostas rápidas, e acho que ela está pouco se lixando para a nossa necessidade de imediatismo. Em geral, quando queremos que a vida nos dê respostas rápidas estamos sofrendo de ansiedade, e não estamos sabendo confiar nela e em nossa própria capacidade. Confiar na vida, não é deixar de agir. É agir conscientemente, respirar, meditar sobre a situação, e agir com consciência e não enfiando os pés pelas mãos, porque poxa, que demora.

Mas, como confiar na vida? Esperar sem ser apático? Vamos analisar um exemplo:

1-Você quer muito um trabalho. Você envia seu currículo. Você conversa com alguém que pode te indicar. Agora, você espera. Você já fez o que era sua parte. Mas, você quer resposta para o tique azul da vida. Então, você resolve ligar para o RH da empresa, cinco vezes no dia, para saber por que eles ainda não te ligaram, a probabilidade do pessoal da empresa se irritar e te descartar é grande. Você tenta criar atalhos, que se não forem criados com consciência te levarão para o precipício, e não para o tão sonhado emprego.


Neste exemplo, a pessoa fez a parte dela, mandou o currículo, ligou uma vez,  não ficou na inércia certo? A pessoa se empenhou, e isso é correto. Só que chega uma hora que você tem que acalmar e esperar. Não dá para ficar querendo respostas instantâneas o tempo todo, e no caso da vida nem sempre você vai ter respostas imediatas. Quanto mais você forçar, mais ansiedade você irá criar em você. Menos confiança e mais preocupação. E não é isso que você quer certo? Você quer paz e tranquilidade, e isso a gente só consegue quando estamos seguros, confiantes e pacientes.

Tente entender o que está por trás dessa necessidade de respostas rápidas, além da ansiedade, existe medo ou alguma crença negativa? Respire e analise profundamente a situação pela qual você quer resposta.  Quando você força passagens, arromba portas, a vida pode até te responder, mas em geral, não será da forma mais adequada. Hoje, eu te convido a analisar essa necessidade de respostas imediatas tanto da vida, como das pessoas, o que está por trás dessa ansiedade, insegurança e falta de confiança? Calma, respira, deixa a vida se encarregar do melhor. Dance no ritmo, sem precisar pisar no pé de ninguém. Faça a sua parte, sem forçar o rio da vida, deixe-o fluir e confie!

“Então, não lute – flua. Não force o rio – flua com ele. A dança é bela. Mas você deve estar totalmente nela – este é o ponto.” - Osho

Nenhum comentário:

Postar um comentário