07 dicas para se manter no momento presente

Um dos grandes desafios que eu enfrento no meu dia a dia é me manter no momento presente. Muitas vezes devido à rotina, alguma insatisfação, correria, eu acabo perdendo a percepção de mim mesma, às vezes, deixando de observar meus pensamentos, reagindo impulsivamente e não dando tempo para mim mesma para respirar, pensar e agir com mais consciência.

Ao perceber recentemente que eu estava caindo em algumas armadilhas, eu resolvi focar um pouco mais nesta questão, trabalhando para não me deixar levar pela emoção do momento, sabendo a hora de calar, falar, confiar em quem é digno disto, e muitas outras coisas. Ao perceber, que eu deveria trabalhar esse aspecto com mais cuidado, eu bolei algumas dicas para mim mesma para me ajudar neste processo, e posso adiantar que tem funcionado. Esses dias, uma pessoa veio reclamar de outra para mim, ao invés de entrar no ciclo daquela reclamação, e enumerar o que eu também via de negativo naquela pessoa, eu respirei, e pensei que eu não precisava fazer aquilo, só resolver o que precisava ser resolvido e ponto. Fiquei muito mais feliz comigo mesma.



A autopercepção é um grande desafio para a maioria de nós, porque muitas vezes nós nos desconectamos e acabamos nos deixando levar pela sensação de cumplicidade na reclamação, pela sensação de ser a vítima de alguma situação (esquecendo-nos da nossa autorresponsabilidade), pela sensação de ser ouvido quando reagimos impulsivamente, e assim vamos criando vínculos nada saudáveis na comunicação.

Uma das maneiras de manter a autopercepção e pensar antes de responder, comentar algo, decidir por algo, é o foco no momento presente, é um exercício que deve ser realizado todos os dias, alguns dias com maior sucesso, outros dias com alguma derrota, mas o importante é perceber a evolução do nosso comportamento para melhor, e continuar sempre investindo na melhoria contínua. Se você também foge do presente constantemente, talvez essas dicas possam te ajudar a se manter mais conectado com o agora.

1- Preste atenção no momento
Uma das formas que me faz focar no presente, é prestar atenção aos barulhos, cheiros, objetos que estão ao meu redor. Assim, eu consigo trazer a minha mente de volta. Eu até me lembrei aqui de uma vez que eu estava indo para a terapia floral, com a cabeça tão absorta nos pensamentos que nem visualizei uma árvore que tinha caído na frente da escola, simplesmente não vi, porque não estava presente. Depois desse dia, fiquei refletindo sobre isso, e busquei algumas estratégias para me auxiliar, e uma delas é observar mais o momento, as coisas, as pessoas, os sons no agora. Isso ajuda a manter a mente mais conectada com o que acontece no presente.

2- Meditação/Yoga/Pilates
Tanto na meditação, como na yoga ou pilates (resolvi colocar o pilates aqui porque recentemente participei de uma aula, e fiquei impressionada como o foco nos exercícios e na contagem não deixa a mente correr solta, ele ajuda muito no foco e concentração) precisamos ter consistência na prática para colher os resultados. Já percebi algumas vezes que quando relaxo na minha prática de meditação e yoga tenho a tendência a ficar mais negativa, mais reclamona e muito mais avoada, sem percepção nenhuma de mim mesma, por isso, recomendo que você tente ao máximo manter a consistência em suas práticas de autoconhecimento, pois é a consistência que trará resultados.



3- Reconheça os gatilhos negativos que quer evitar e estabeleça um diálogo interno
Existem algumas situações que funcionam como um gatilho para falta de foco, falta de percepção, reclamações constantes, enfim, gatilhos que quando acionados fazem com que a gente perca a capacidade de auto-análise, de análise da situação e não viva no presente. Uma das formas de não dar uma viajada é reconhecer esses gatilhos. Aqui o trabalho é bem focado em si mesmo, e é preciso estar em um nível de percepção mais consciente. Por exemplo, se você percebe que cair na tentação de falar mal dos outros te faz perder o foco, sair do equilíbrio, saindo do momento presente e depois você fica triste por isso, porque se perdeu de si mesmo e ainda focou em outra pessoa, talvez o gatilho que te leve à esse comportamento é uma necessidade de tirar o foco de você, todas as vezes que o gatilho for acionado, você vai perceber, porque agora está mais consciente do processo, entendeu? Faça um trabalho de autopercepção, se achar necessário escreva as situações que funcionam como gatilho para você e encontre meios de trabalhar nelas. Se não conseguir sozinho, peça ajuda, só não fique remoendo sozinho situações que te colocam para baixo e fazem com que você se comporte negativamente.

4 - Perceba-se
Observe seu corpo, sua respiração, batimentos cardíacos, temperatura da pele. Uma das maneiras mais fáceis de se manter no presente, é se perceber. Nosso corpo emite sinais durante todo o tempo, sinais que nos mostram se estamos ultrapassando nossos limites, sinais que nos mostram se estamos ou não felizes e satisfeitos. Portanto, ouça mais o seu corpo, preste atenção nos movimentos dos seus pés ao caminhar. Fique consciente da maravilhosa máquina que é o corpo humano, isso te ajudara a manter o foco em si mesmo e não se dispersar tanto.

5 - Identifique as distrações
O que te distrai no dia a dia?
Notificações de celular?
Sons muito altos?
Cada pessoa tem algo que vai desviar mais ou menos a sua atenção. No meu caso, eu percebi que as notificações de redes sociais acabavam me distraindo muito durante o dia, fazendo com que eu perdesse o foco das atividades do presente, quando eu me dava conta, lá estava eu, absorta no feed das redes sociais. Para mim, silenciar as notificações foi uma maneira de me manter mais focada no presente. Neste caso, é interessante que você identifique o que faz com que você se perca, identificando as distrações fica mais fácil lidar com elas, assim você vai agir de modo a evitá-las.



6 - Estabeleça limites para redes sociais
Como escrevi no item 5, as redes sociais para mim são uma grande fonte de distração. Eu gostava muito de postar Stories no Instagram por exemplo, mas percebi que isso me causava ansiedade e distração, porque eu sempre queria olhar quem tinha visto, quem reagiu aos stories, e ficava perdida olhando para o celular. Então, decidi cortar essa prática da minha vida digital. Atualmente, só publico citações de outras pessoas nos stories se forem relacionadas ao blog (@equilibrioevidablog), e mantenho minhas publicações no feed. Para mim, está sendo ótimo, mas como citei anteriormente, essa prática para mim estava sendo negativa, se para você funciona, continue, mas se de repente você notou que está ansioso por causa disso, talvez esteja na hora de estabelecer um limite saudável. Eu gosto bastante de compartilhar nas redes sociais, meus textos, algumas fotos, mas quando percebo que isso de alguma forma está me consumindo e estou me perdendo de mim mesma, eu dou um tempo, e tudo bem, veja o que faz sentido para você.

7 - Florais de Bach
Existem dois florais que ajudam quando saímos do momento presente. Um deles é Honeysuckle, esse floral é indicado quando estamos muito saudosos do passado, ou focando demais em algo que já aconteceu, e assim deixamos de ver o que acontece no agora.
Já o floral Clematis é para aquelas pessoas que ficam pensando no futuro, idealizando um futuro melhor, com a cabeça no mundo da lua, e assim esquecendo-se de trabalhar no presente para que as mudanças se concretizem. Esses florais, dependendo de cada caso, ajudam a estabelecer uma conexão com o presente, nos ajudando a viver uma vida mais equilibrada.

Espero que você tenha gostado das dicas, e se tiver alguma outra sugestão, compartilha aqui embaixo nos comentários.

Até mais!!!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As peças que a vida nos prega

Como descobrir a sua essência

Quando nosso balão esvazia - Ações alinhadas para se reconectar