terça-feira, 27 de junho de 2017

O que eu aprendi com o dente-de-leão

Eu sempre gostei da flor dente-de-leão, quando eu era pequena adorava assoprar a florzinha e ver seus pedacinhos voando com o vento. Eu não sei o que aconteceu, mas é tão difícil ver essas flores hoje em dia, talvez seja o excesso de concreto das cidades que exterminou as flores que nasciam nas calçadas e quintais que ainda tinham terra.

Eu gosto tanto dessa flor que resolvi conhecer um pouco sobre ela. Li em um site que são atribuídas ao dente-de-leão características como liberdade, otimismo, esperança e luz espiritual devido à leveza das flores ao serem sopradas. Sempre que me deparo com uma florzinha de dente-de-leão, eu me pergunto de onde será que ela veio? Por quantos lugares passou? Quantos rostos acariciou? Quantos olhos a viram?


Vejo no dente-de-leão uma coragem que às vezes eu não tenho. A coragem de se deixar levar. A não resistência. As flores se soltam e só Deus sabe onde elas irão parar. Não há medo, não há peso e elas flutuam pelo ar. Aprendi com o dente-de-leão que às vezes as coisas parecem ser sopradas pra longe da gente, não porque você não mereça, mas porque o outro terreno seja mais fértil e esteja mais preparado para aquela flor naquele momento. Aprendi também a deixar ir, soltar, não há nada que prenda quando o vento quer levar pra longe. Mas, nós somos apegados, queremos provar para os outros que podemos, que somos fortes, queremos mudar a direção dos ventos para não ter o orgulho ferido e iniciamos uma tempestade onde cabia somente uma brisa leve. O dente-de-leão é desapegado, se divide em mil florzinhas porque sabe que em outro lugar a vida irá recomeçar.

O vento leva, o vento traz. É assim com o dente-de-leão, é assim com a vida. Quando você sentir que está perdendo algo, um amor, um emprego, um amigo, e você sentir que o que prende isso a você é apenas orgulho, sentimento de posse, apego excessivo, medo, pense na frágil florzinha sendo levada pelo vento. Talvez seja hora dessa flor tentar outros lugares, novos terrenos. Deixe ir, leve e sem apego. Os ventos irão trazer novas flores leves e tranquilas para você. Confie! Deus não falha!



Dica de música: Petals - Mariah Carey




Um abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário