quarta-feira, 14 de junho de 2017

O que o outro pensa sobre você muda quem você é?

Eu estava refletindo hoje sobre esse tema, depois de ter ficado um pouco decepcionada com o resultado de uma atitude que eu tive. Eu comecei a me sentir envergonhada, e então comecei a questionar sobre o que a pessoa pensaria a meu respeito. Eu pedi uma sugestão por e-mail para uma profissional e ela foi educada respondendo em um post público em uma rede social que tem muito trabalho, e que não dá para atender todo mundo que quer uma sugestão de graça, e que ela precisa se dedicar a quem paga pelo seu trabalho. Está corretíssima, não achei errado não. Nem sei se teve haver com o meu e-mail (provavelmente não), por que eu prezo pela individualidade das pessoas e respeito muito o trabalho alheio, e se não dá para pessoa responder, porque ela não quer, não se sente bem, está sem tempo, está tudo bem, não tem problema. Às vezes, nós achamos que só porque a pessoa expõe o trabalho dela, talvez ela poderia nos ajudar, e esquecemos que tudo tem um custo, que a pessoa precisa valorizar o trabalho. Eu fico triste quando alguém me pede sugestão de floral de graça, às vezes, até ajudo, mas é chato né, só que às vezes cometemos o mesmo erro que achamos feio no outro. Seres humanos né, vivendo e aprendendo. Eu continuo admirando o trabalho dessa pessoa, e se um dia eu tiver condições pagarei para ter a sugestão, sem problema.

Nível de vergonha: Esconde o rosto com cabelo que ninguém vai saber quem é você, rs

O problema foi que eu fiquei horas depois me sentindo mal por ter enviado o e-mail e pedido uma sugestão. Fiquei em um diálogo interno, me culpando, me achando boba, achei que deveria ter tido um pouco mais de calma e esperado, depois li e reli o e-mail para ver se eu tinha escrito algo de errado. Depois de ficar me martirizando, eu pensei:

“Provavelmente, essa pessoa nem vai saber quem você é. Ela atende milhares de pessoas. E nesse meio deve ter um monte de gente mal educada que nem sabe receber uma resposta negativa e já sai rogando praga pra pessoa, talvez por isso ela deve ter se manifestado, e infelizmente aconteceu no dia que você decidiu enviar o e-mail e pedir a sugestão. Mas, se ela pensasse alguma coisa a seu respeito isso mudaria quem você é?”


A resposta é não, pelo menos pra mim. O que o outro pensará sobre mim não mudará quem eu sou em essência. Nós ficamos muito preocupados em encenar um papel de perfeição para as lentes dos outros que nós nos esquecemos de viver a nossa vida, ficamos lamentando não pelo o que foi, mas pelo o que o outro irá pensar a nosso respeito.

Então, se você fez algo, pediu uma ajuda ou uma sugestão pra alguém, e a pessoa por motivos que só dizem respeito a ela decidiu que não dava para te ajudar, não se envergonhe, às vezes, a pessoa nem estará tão focada em você. Mas, também não vai rogar uma praga na pessoa só porque ela te disse não hein. Vamos lembrar que o mundo não gira em torno do nosso umbigão. E se de repente, essa pessoa achar alguma coisa sobre você, isso não mudará quem você é de verdade. Não se preocupe mais, nem sempre as coisas sairão como nós queríamos, e isso é bom, às vezes nos ensina a sair do sofrimento, lidar com as frustrações. Talvez, você até consiga resolver seu problema sozinho, pensando de uma maneira diferente a partir da frustração que você teve.


Sempre que você estiver preocupado com o que as pessoas irão pensar sobre você, pense o seguinte:

“O que essa pessoa pensa à meu respeito não muda quem eu sou.” 

Detalhe I: Você precisa acreditar nisso de verdade.

Detalhe II: Na maioria das vezes, as pessoas nem pensam nada, é a gente que faz minhoca virar cobra, rsrs.

E siga em frente!


Um abraço e um ótimo feriado de Corpus Christi!

Nenhum comentário:

Postar um comentário