sexta-feira, 16 de junho de 2017

Você sabe perdoar?

No feriado de Corpus Christi, eu ainda estava muito mal da sinusite, e resolvi além de tomar a medicação prescrita pelo médico ir também fazer uma sessão de auriculoterapia (acupuntura na orelha) para ajudar o tratamento médico.

A minha terapeuta (terapeuta naturóloga), que foi minha professora de yoga, iria trabalhar durante o feriado e nós marcamos a minha sessão. Depois de conversarmos um pouco, chegamos à conclusão que eu não estava sabendo perdoar quem me feriu, na verdade, quem ainda me fere. E tudo isso, já estava refletindo na minha saúde. Se você leu o post onde eu escrevi sobre a causa emocional da sinusite, você já deve saber mais ou menos do que eu estou falando. Então, ela me sugeriu que eu relesse o livro “Você pode curar sua vida” da Louise Hay, repetisse as afirmações de melhoria, e fizesse uma oração de perdão direcionada à pessoa e de gratidão, mesmo que a princípio isso parecesse mecânico. Então, eu decidi fazer a seguinte oração:

“Jesus (para mim, é Jesus, que para mim faz mais sentido por ser a fé que  eu professo, mas para você pode ser Buda, Alá, Krishna, Universo, faça de acordo com a sua fé, e não com a minha, ok) eu peço que ilumine a minha mente e meus pensamentos, eu perdoo (nome da pessoa) por todo mal que ela me fez ou faz. (Nome da pessoa) sinto muito, eu te amo, me perdoe, sou grata. Eu liberto meu coração da mágoa que você me causou, e eu me perdoo e te perdoo. Assim seja.”


Ela é bem simples, mas faça de todo o seu coração. Todos os dias, até você sentir a mágoa se desfazendo. Mesmo que pareça mecânico, mesmo que pareça artificial, repita diariamente. Ao terminar você irá sentir uma paz no coração, e as poucos a força do perdão tomará conta. Quando as sombras são muito densas a luz pode ter uma dificuldade inicial de penetrar, por isso, você precisa insistir em acender a luz na sua vida, todos os dias, é possível fazer o sol brilhar novamente, se você tem dificuldade em perdoar, comece assim, repetindo a oração, até que um dia ela se torne uma verdade em sua vida.

Eu tenho lido também as afirmações positivas do livro da Louise Hay, para quem sofre de sinusite e doenças nos seios paranasais e vou compartilhá-las com você, se você se sentir bem, pode fazê-las também:

“Declaro que a paz e a harmonia habitam em mim e me cercam todo o tempo. Tudo está bem.”

“Sou uno com tudo o que há na vida. Ninguém tem o poder de me irritar a não ser que eu permita. Paz, harmonia. Nego qualquer tipo de crença em calendário.”


Essa noite, depois de fazer minha oração, e repetir com fé essas frases, incrivelmente uns 10 minutos depois, eu voltei a respirar normalmente, e dormi tranquila, sem aquele incômodo da rinite e sem a dor da sinusite. Claro que os antibióticos e a acupuntura também ajudaram, mas a cura também vem de nós mesmos, nem sempre é rápida, pode demorar um pouquinho, mas acontece, a gente precisa acreditar, e precisamos também perdoar, para a vida fluir.

Desejo para você um ótimo final de semana!


Um abraço!

2 comentários:

  1. Eu já li esse livro, achei muito bom. Tinha uma época da minha vida que eu vivia com a garganta inflamada de tanto engolir sapo kkkkk, agora aprendi a flar oque me incomoda.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito bom mesmo. Que bom que você aprendeu a falar as coisas que te incomodam. É bem por ai mesmo, é só saber como falar para não ferir o próximo e não se ferir, respeitando a sua personalidade. Tem outro livro muito bom sobre esse assunto, chama-se "Metafísica da Saúde". Eu li e também gostei.

      Abs!

      Excluir