Intuição ou crítico interno? Como diferenciar um do outro

Você já deve ter escutado este conselho inúmeras vezes: "Ouça a sua intuição. Escute a voz do coração." Eu mesma, sempre tento ouvir minha intuição, e sugiro às pessoas que comecem a fazer isto também. Porém, confesso que não é fácil distinguir a intuição do crítico interno, e como nem sempre isso é óbvio, acabamos tomando decisões autossabotadoras e permanecemos mais perdidos do que agulha no palheiro.

Se você tem dificuldade em separar a voz da intuição do crítico interno, este post pode te ajudar a esclarecer essa confusão, adianto que nem sempre isso é fácil, e que mesmo treinados, podemos sim, confundir um com o outro, mas existem algumas formas de facilitar essa diferenciação, para isso, vamos começar com alguns conceitos importantes.




O crítico interno é um conceito utilizado para definir aquela voz interna que fala conosco, porém, a voz do crítico interno não estimula o nosso melhor, na verdade, essa voz atuará amplificando nossas supostas características negativas, experiências ruins do passado e atuará também reforçando comparações, essa voz fará com que façamos projeções de experiências traumáticas em acontecimentos do presente que muitas vezes não tem nada a ver com a situação do passado, acionando assim, o botão da autossabotagem. 

Se você estiver sendo guiado pelo seu crítico interno, provavelmente está vivendo no piloto automático, vive se comparando com os outros e está sempre com a sensação de insatisfação e insegurança.

A intuição, que também pode ser definida como aquela voz interna, é um pouco mais sutil, em geral não causa desconforto, a sensação é de tranquilidade. A voz da intuição não age de forma sabotadora, na grande maioria da vezes, os pensamentos trazem paz e conforto, até mesmo em casos onde desistimos de algo, que a princípio achávamos que seria o melhor para nós. 

Agora que você já tem uma noção de como diferenciar o crítico interno da intuição, deve ter percebido que a chave mestra para essa diferenciação é o AUTOCONHECIMENTO, não há como fugir disso, é preciso se observar e se conhecer cada dia mais. Existem algumas ferramentas de autoconhecimento que ajudam na conexão com a intuição, vamos ver algumas delas?

Meditação
A meditação ajuda na conexão com a essência, o chamado eu verdadeiro, portanto, torna a voz da intuição mais aguçada. A prática possibilita a identificação com o momento presente, auxiliando na identificação dos movimentos mentais autossabotadores. Praticar meditação ajuda a desmascarar o crítico interno, e conhecendo esse crítico ficará mais fácil saber como ele age para assim combatê-lo.




Observe-se
É interessante que você comece a observar essa voz interior (a prática de meditação facilita esse processo). Se você perceber sinais de autossabotagem, negatividade excessiva, comparação, provavelmente não é a sua intuição que está falando, e sim o crítico interno, então aprenda a observar com calma os seus pensamentos e classificá-los.

Florais de Bach
Quando temos muitos pensamentos, em geral negativos e repetitivos, que ficam alimentando um diálogo interior que parece nunca ter fim, fica muito mais complicado ouvir a intuição, pois a mente está cansada e atrapalhada, dessa forma, a intuição fica muito encoberta. O floral White Chestnut proporciona maior clareza mental, ajudando na paz e equilíbrio da mente, portanto, com a mente mais livre e descansada podemos nos sintonizar com mais facilidade com a intuição. Assim nos conectaremos com quem realmente somos e ouviremos aquilo que realmente importa e é para o nosso bem.


Para refletir:
"A mente intuitiva é um dom sagrado e a mente racional é um servo fiel, nós criamos uma sociedade que honra o servo e se esquece do dom." Albert Einstein



Sugestão de vídeo para entender um pouquinho mais sobre intuição


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As peças que a vida nos prega

Quando nosso balão esvazia - Ações alinhadas para se reconectar

Como descobrir a sua essência